Timbu venceu quatro dos últimos seis jogos
Timbu venceu quatro dos últimos seis jogosFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Um primeiro tempo marcado por um time sem inspiração. Sem falar da "sorte" de ter um gol do adversário invalidado de forma equivocada. A metade inicial parecia mostrar que a noite seria de lamentações para o Náutico. Mas o Timbu tirou um "coelho da cartola": Vinícius. O centroavante entrou no final do jogo para marcar o gol da vitória. No sufoco, os mandantes derrotaram o Brasil de Pelotas por 1x0 na noite desta quarta-feira (6), na Arena de Pernambuco, pela Série B 2017, mantendo vivo o sonho de escapar do rebaixamento.

Entre o 4-3-3, valorizando a intensidade ofensiva, ou o 4-4-2, trabalhando a cadência das jogadas, o técnico Roberto Fernandes optou pelo segundo esquema. A promessa de um meio-campo mais cerebral, com Giovanni e Bruno Mota, ficou justamente no termo citado. Com pouca movimentação, a dupla teve dificuldade em acionar William e Gilmar.

O Xavante apostou na boa estatura de seus atletas para explorar jogadas aéreas. Sair no 0x0 no primeiro tempo foi lucro para os mandantes porque time gaúcho também teve um gol invalidado de forma errada. A arbitragem, inclusive, foi o que chamou mais atenção (negativamente) na partida.

Com Iago na vaga de Giovanni, Roberto aumentou a velocidade pelas laterais para furar o bloqueio defensivo do Brasil. Pela irritação do treinador à beira do gramado, ficou claro que os jogadores não desempenharam as instruções pedidas.

A entrada de Vinícius na vaga de Gilmar foi o “tudo ou nada” de Roberto para conseguir o milagre na Arena. E ele veio aos 41 minutos. Iago chutou forte, Pitol deu rebote e o centroavante alvirrubro decretou o trunfo dos mandantes em São Lourenço da Mata. Antes do apito final, porém, ainda deu tempo de Jefferson operar um milagre em finalização à queima roupa de Misael.

Ficha do jogo

Náutico 1

Jefferson; Joazi, Aislan, Feliphe Gabriel e Henrique Ávila; Amaral, Diego Miranda e Giovanni (Iago) e Bruno Mota (Schuster); William e Gilmar (Vinícius). Técnico: Roberto Fernandes

Brasil de Pelotas 0

Marcelo Pitol, Eder Sciola, Evaldo, Teco e Breno; Leandro Leite, João Afonso, Itaqui e Juninho (Cassiano); Marcinho (Misael) e Lincom (Calyson). Técnico: Clemer.

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE)
Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI). Assistentes: Rogério de Oliveira Braga e Mauro Cezar Evangelista de Sousa (ambos do PI)
Gols: Vinícius (aos 41 do 2ºT)
Cartões amarelos: Joazi, Aislan, Iago, Amaral, Bruno Mota (N); Lincom, Evaldo, Teco (B)

 

Timbu venceu quatro dos últimos seis jogos
Timbu venceu quatro dos últimos seis jogosFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco
Vinícius comemora gol
Vinícius comemora golFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco
Náutico x Brasil de Pelotas
Náutico x Brasil de PelotasFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco
Náutico x Brasil de Pelotas
Náutico x Brasil de PelotasFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco
Náutico x Brasil de Pelotas
Náutico x Brasil de PelotasFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco
Náutico x Brasil de Pelotas
Náutico x Brasil de PelotasFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco
Roberto Fernandes
Roberto FernandesFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: