Náutico x Sampaio Corrêa, nos Aflitos, pela Copa do Nordeste
Náutico x Sampaio Corrêa, nos Aflitos, pela Copa do NordesteFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Há 42 dias, 11 jogos e mais de mil minutos (considerando acréscimos), o Náutico não sabe o que é perder em 2019. Uma invencibilidade que colocou o clube em uma seleta lista dos brasileiros que seguem fugindo dos tropeços. Na temporada, os pernambucanos possuem a quarto maior sequência, ficando atrás somente de três equipes da Série A. A série invicta também se aproxima de outras marcas alcançadas pelo Alvirrubro neste século. Feitos antigos que o Timbu pretende superar em breve.

A última derrota do Náutico no ano foi por 3x1 para o Sport, na Ilha do Retiro, pelo Campeonato Pernambucano, no dia 30 de janeiro. De lá para cá, entre compromissos pelo Estadual, Copa do Nordeste e Copa do Brasil, foram 11 jogos. Sete vitórias e quatro empates. Aproveitamento de 75,7%.

Três clubes possuem uma invencibilidade maior que a do Náutico: Ceará, Vasco e Goiás. O trio da Série A, inclusive, ainda não perdeu um jogo sequer no ano. O Vozão está sem derrotas há 14 partidas, acumulando sete empates e sete vitórias. O Gigante da Colina e o Esmeraldino vem logo atrás, com 12 (nove vitórias e três empates para os cariocas e dez vitórias e dois empates para os goianos).  Outro clube brasileiro também não perdeu em 2019: Cruzeiro. A Raposa soma seis vitórias e quatro empates.

Analisando o desempenho do Náutico no século atual, a sequência sem derrotas se iguala aos números do início de 2018, época em que o clube foi treinado por Roberto Fernandes. O Timbu ficou 11 jogos sem perder, com oito vitórias e três empates - durante esse feito, o Alvirrubro se sagrou campeão do Pernambucano. Entre os anos de 2008 e 2009, foram 12 partidas, com sete vitórias e três empates. Em 2006, foram 13, com cinco triunfos e oito resultados de igualdade.

A maior marca foi em 2001. Somando os jogos do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste, o Náutico ficou 17 partidas sem derrotas. Foram 13 vitórias e quatro empates. Considerando somente o Nordestão, vale ressaltar, o Timbu ficou invicto durante toda a primeira fase, com 11 vitórias e quatro empates. A sequência terminou na semifinal, com derrota por 1x0 para o Sport.

Leia também:
Bruno analisa evolução da defesa do Náutico
Goiano elogia crescimento do Náutico na temporada

veja também

comentários

comece o dia bem informado: