Dal Pozzo, técnico do Náutico
Dal Pozzo, técnico do NáuticoFoto: Léo Lemos/Náutico

Depois de sair na frente do placar por duas vezes consecutivas nos últimos jogos e ceder o empate, o Náutico colocou um ponto final nesse retrospecto negativo e venceu o Sampaio Corrêa por 2x0, no Castelão/MA, pela sétima rodada do Grupo A da Série C. Com o resultado, o Timbu pulou para a quarta posição, com 11 pontos, voltando ao G4 da chave. Triunfo que, na visão do técnico Gilmar Dal Pozzo, deve-se ao “pacto” firmado pelo grupo em busca da classificação ao mata-mata.

“Fico feliz com o resultado. A palavra é orgulho. Foi uma semana diferente. Conversamos muito por conta do que houve no jogo passado (empate em 2x2 com o Globo/RN, nos Aflitos). Viemos fortes, montamos uma estratégia e fizemos um pacto. Os jogadores compraram nossa ideia. Temos que fazer esse pacto (para o G4), junto com diretoria, comissão técnica e torcida”, afirmou.

Dal Pozzo também destacou a estreia de dois jogadores que foram fundamentais para a conquista. Na lateral esquerda, Willian Simões foi um dos melhores em campo em uma posição que estava dando dor de cabeça na equipe desde as lesões recorrentes de Assis. Já Jefferson fez grandes defesas e substitui bem Bruno, vetado por contusão.

“A força do conjunto foi muito boa. Os dois entraram no mesmo ritmo. Não quero somente os 11 iniciais, mas todos incorporando o espírito da Série C. Considerando a competição quase uma Libertadores pela exigência que é. É bastante competitiva. Incorporando esse espírito, a qualidade técnica fará a diferença”, apontou.

Leia também:
Náutico vence Sampaio e volta ao G4 da Série C

veja também

comentários

comece o dia bem informado: