Gilmar Dal Pozzo, técnico do Náutico
Gilmar Dal Pozzo, técnico do NáuticoFoto: Léo Lemos/Náutico

O treinador, o dono do lance mais emocionante do Náutico na temporada e o autor do gol que sacramentou o título da Série C do Campeonato Brasileiro 2019. Gilmar Dal Pozzo, Jean Carlos e Matheus Carvalho, respectivamente, permanecerão no Timbu. Nesta terça (8), o clube confirmou a renovação contratual do trio, dando início ao planejamento de 2020.

A renovação do trio não chega a ser uma surpresa. Tanto a dupla ofensiva como o técnico já haviam relatado que o aumento do vínculo era uma questão de tempo. Em 2019, Dal Pozzo comandou o Náutico em 22 partidas, com 12 vitórias, seis empates e quatro derrotas, aproveitamento de 63,6%. Ao todo, somando as duas passagens do treinador – o catarinense também treinou o Timbu entre 2015 e 2016 –, são 50 partidas, com 27 triunfos, 13 empates e dez derrotas (62,6%).

De acordo com o treinador, a ideia é manter 70% do elenco atual, dando oportunidade também para mais peças da base. Em seu elenco para 2020, o treinador contará com uma dupla que foi importante na campanha do acesso. O meia Jean Carlos chegou na reta final de inscrições para o torneio, ocupando um posto antes vago no time, o de “camisa 10”. Canhoto e bom cobrador de faltas, o jogador viveu seu momento de gloria no Timbu no duelo perante o Paysandu, nas quartas de final da Série C, nos Aflitos.

O Náutico perdia por 2x1 para o Papão e estava sendo eliminado da competição, dando adeus ao sonho do acesso à Série B, até que o árbitro Leandro Vuaden marcou pênalti aos 49 minutos do segundo tempo. Jean Carlos chamou a responsabilidade e bateu com categoria para empatar o confronto em 2x2, levando a decisão para a marca dos 11 metros. O Timbu levou a melhor e garantiu a subida de divisão, com direito à invasão no gramado dos Aflitos.

Matheus Carvalho, por outro lado, foi um dos primeiros reforços a chegar em 2019. Porém, não recebeu muitas oportunidades com o então técnico do clube, Márcio Goiano. Com a chegada de Dal Pozzo e a lesão de Thiago, o atleta se firmou na equipe. Foi dele as cobranças finais nas disputas de penalidades contra Paysandu e Juventude, além de marcar um dos gols do título da Série C, no Castelão/MA, no empate em 2x2 com o Sampaio Corrêa. Além da taça da terceira divisão, Matheus acumula outras três conquistas nacionais: duas Série A pelo Fluminense (2010 e 2012) e uma Série B pelo Atlético/GO (2016).

Leia também:
Comemoração do Náutico invade a madrugada
Náutico renova contrato de Matheus Carvalho para 2020

veja também

comentários

comece o dia bem informado: