Nelsinho exalta postura dos jogadores desde o vestiário

Após perder por 3x0 para o Náutico e empatar em 1x1 com o Santa Cruz, a melhor atuação Sport em clássicos no ano foi contra o Tricolor

Nelsinho Baptista, técnico do SportNelsinho Baptista, técnico do Sport - Foto: Paullo Almeida/Folha de Pernambuco

Demorou, mas a primeira vitória de Nelsinho Baptista num clássico em 2018 veio num momento decisivo, rendendo uma vaga nas semifinais do Campeonato Pernambucano. Após perder por 3x0 para o Náutico e empatar em 1x1 com o Santa Cruz, veio diante da Cobra Coral a melhor atuação da equipe na temporada.

Leia também:
Sport domina o Santa e está nas semifinais do PE 2018
Destaque no clássico, Anselmo rejeita papel de artilheiro
Venceu a estratégia de Nelsinho

Satisfeito com o rendimento dos seus atletas, o técnico exaltou ainda mais a atitude deles. “Eu conversei com eles sobre a importância do jogo, claro, mas percebi que eles conseguiram entender isso rapidamente. Na entrada para o campo eu consegui perceber os jogadores mais ligados, mais atentos. Isso conta muito para uma decisão”, comentou.

Questionado se houve algum ponto decisivo para essa virada de atitude, o comandante leonino afirmou que existiu sim. “O jogo contra o Vitória foi o momento em que o time entendeu que precisava ter mais foco para conseguir vencer os adversários. Que não seria na hora que quisessem. O time vem evoluindo e venho afirmando isso, que é num momento importante da competição”, pontuou.

Um dos mais criticados pelos torcedores, o meia Thomás foi motivo de elogios por parte do treinador. “É um jogador que vem buscando essa evolução. Neste jogo ele foi muito bem, cumpriu bem o papel que pedi. No último jogo ele há havia ido muito bem. Eu confio nos meus jogadores”, disse. Artilheiros do Sport nesta temporada, com cinco gols cada um, Marlone e Anselmo também foram bastante elogiados. “São alternativas que temos que ter para finalizar também. Não é só papel do atacante. E eles estão indo muito bem”, analisou.

Por último, o treinador falou sobre o próximo duelo, contra o Central. O jogo será realizado no Lacerdão, já que a Patativa fez melhor campanha na Primeira Fase. “Nunca fiz um jogo fácil em Caruaru. E esse time do Central é muito qualificado. Mostrou isso neste Estadual. Será um jogo muito duro, também por ser jogo único será mais tenso que o normal”, finalizou.

Veja também

Na Fonte Nova, Bahia desafia tabu contra o Ceará
Futebol

Na Fonte Nova, Bahia desafia tabu contra o Ceará

Em clima de decisão, Náutico visita Figueirense no Orlando Scarpelli
Série B

Em clima de decisão, Náutico visita Figueirense no Orlando Scarpelli