Nelsinho reclama do gramado e nega falta de raça

Treinador ainda afirmou que tem boa expectativa em relação ao futuro do Sport na temporada 2018

Nelsinho Baptista, técnico do SportNelsinho Baptista, técnico do Sport - Foto: Paullo Almeida/Folha de Pernambuco

O retorno de Nelsinho Baptista ao Sport está longe de ser vitorioso como em sua primeira passagem pela Ilha do Retiro. Não bastasse ter sido eliminado na primeira fase da Copa do Brasil, o Leão também caiu no Campeonato Pernambucano. E diante de uma equipe do interior, o Central. Para o treinador, sua equipe foi prejudicada pelo gramado do Luiz Lacerda. E também disse enxergar com otimismo o futuro do clube.

"Nós estamos trabalhando e tem muita coisa boa aqui acontecendo. Essa é a segunda eliminação que nós temos, mas existe um trabalho visando à temporada. Esperamos que realmente a gente tenha outras atitudes e decisões para procurar terminar o Campeonato Brasileiro em uma condição muito boa", projetou.

Leia também:
Central faz história, bate o Sport e vai à final do PE
Nelsinho exalta postura dos jogadores desde o vestiário

"Quem vive no futebol há muito tempo tem que saber conviver com pressão e fazer o melhor de você. Precisamos ter uma condição, uma infraestrutura boa para se praticar o futebol. Não quero usar como desculpa, mas é um gramado (do Lacerdão) irregular. Que torna o jogo muito pegado, de bola aérea e por uma bola só. O que impede de jogar o futebol que se sabe jogar", avaliou o treinador do Sport.

Segundo Nelsinho, apesar da queda para o Central, o time não pode ser acusado de ter relaxado no fatídico duelo. "Não faltou entrega. O grupo lutou até o fim. Principalmente no último terço do campo, não tivemos uma definição, finalização, mas todos se doaram ao máximo. E se não aconteceu foi porque nós não conseguimos chegar como chegamos em um gramado bom", cutucou.

O comandante rubro-negro, embora tenha lamentado mais uma eliminação, reiterou que o foco do Sport é mesmo o Campeonato Brasileiro. "A gente não pode também achar que tudo está errado. Tem coisas boas que estão sendo preparadas. A diretoria tem trabalhado em termos de reforçar o elenco para o Brasileiro", assegurou.

"Minha expectativa é muito boa, em termos do campeonato e para o futuro mesmo. O que nós estamos trabalhando não é uma reformulação, mas sim contratações e reforços para dar uma opção e sempre termos um time forte para ser escalado no Campeonato Brasileiro", concluiu.
 

Veja também

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana
Sulamericana

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'
Santa Cruz

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'