Neto recebe alta de hospital e já imagina retorno à Arena Condá

Zagueiro foi um dos quatro sobreviventes brasileiros da tragédia que atingiu a Chapecoense

Felipe Carreras é um dos dez deputados julgados Felipe Carreras é um dos dez deputados julgados  - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Recuperar-se, voltar para casa e retomar a rotina. Essa é a sequência que tem moldado a vida dos sobreviventes do acidente aéreo que matou 71 pessoas no final de novembro, em Medellín, na Colômbia. O primeiro passo começou com o resgate, tendo continuidade com o tratamento nos hospitais. Foi assim com o jogador Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel, por exemplo. Ambos retornaram para seus respectivos lares e já almejam voltar aos trabalhos – o primeiro, aos campos, e o segundo, aos microfones. Nesta quinta (22), foi o zagueiro Neto quem recebeu alta do hospital de Chapecó e seguiu para junto dos familiares. Sob aplausos e com direito a um abraço dado por uma criança, que também entregou uma carta ao atleta da Chapecoense, Neto repetiu a frase que sai da boca de todos os sobreviventes: “obrigado por tudo”.

Neto ainda tem dificuldade para se comunicar, mas ainda assim não se privou de participar de uma rápida entrevista coletiva. O jogador agradeceu as mensagens de carinho que recebeu durante quase um mês de internação e prometeu que voltará ao futebol assim que se recuperar completamente das lesões.

“Queria agradecer a todos que oraram por mim. Tem sido uma situação difícil. Estou feliz por estar vivo, mas perdi muitos amigos. Tem sido tudo novo, fiquei muito tempo desacordado e não me lembro de nada. Queria mandar beijo no coração de todas as esposas, para os pais que perderam seus filhos e os filhos que perderam seus pais”, afirmou. "Logo, logo vou poder jogar. Com a vontade de Deus, vou pisar em campo na Arena Condá com a camisa da Chapecoense", completou.

De acordo com a diretoria do hospital da Unimed Chapecó, Carolina Ponzi, Neto não necessitará mais ser operado. "Ele precisa se recuperar ainda do joelho direito que teve lesão ligamentar, além de fazer uso de colete ortopédico devido uma fratura de segunda vértebra lombar. Não é um procedimento cirúrgico. Vai passar por fonoaudióloga, ter um tratamento de terapia nutricional e fisioterapia para ir retomando seu status físico, pois teve perda. São estes os principais tratamentos. Tem lesão e feridas cutâneas sendo cuidadas por nossa equipe de curativos. À medida que elas forem se consolidando, nós vamos definir os outros passos até a possível volta para prática esportiva. É precoce falar algo neste momento", declarou.

Veja também

Santa Cruz anuncia mais duas contratações para a temporada 2021
Futebol

Santa Cruz anuncia mais duas contratações para a temporada 2021

Conmebol receberá 50 mil doses da Coronavac e quer imunizar jogadores
Covid-19

Conmebol receberá 50 mil doses da Coronavac e quer imunizar jogadores