Obra embargada

Neymar ainda não apresentou licença, e obra de lago permanece embargada, apesar de inauguração

Mesmo com a interdição, jogador reuniu amigos e convidados em evento no local nesta sexta-feira (24)

Lago artificial construído na mansão de Neymar em Mangaratiba, no Rio de JaneiroLago artificial construído na mansão de Neymar em Mangaratiba, no Rio de Janeiro - Foto: Reprodução

Um dia após fiscais da Secretaria de Meio Ambiente de Mangaratiba (costa verde do Rio) interditarem uma obra de um lago artificial na casa de Neymar, em que foram identificadas infrações ambientais, o órgão ambiental informou, às 15h desta sexta-feira (23), que nenhuma licença ou autorização foi apresentada pelo jogador, ou seus representantes e que o embargo permanece vigente. A assessoria do atleta foi questionada sobre o caso, mas ainda não deu resposta.

Mesmo com a interdição, o jogador e a namorada Bruna Biancardi reuniram amigos e convidados em um evento para inaugurar o local nesta sexta-feira. Neymar recebeu integrantes do projeto de construção do lago artificial e foi filmado na nova área da casa. O atleta manteve a discrição do evento e, até o momento, não publicou nada nas redes sociais.

Veja a nota divulgada pela Secretaria de Meio Ambiente de Mangaratiba nesta sexta-feira:

"A Secretaria de Meio Ambiente de Mangaratiba informa que após a inspeção da fiscalização ambiental na mansão do jogador Neymar, que encontrou diversas irregularidades na obra do lago artificial, e mediante a ausência de licença ou liberação do poder público para a intervenção, a Secretaria embargou nesta quinta-feira (22) a construção como medida cautelar para parar a degradação. Agora o trâmite processual segue o rito normal decorrente deste tipo de operação. Neste momento está sendo elaborado o relatório da fiscalização e este seguirá para análise jurídica. Será o setor jurídico que definirá a exigibilidade das licenças cabíveis e as possíveis infrações a serem aplicadas. Somente após o parecer jurídico, que o requerente/infracionado poderá entrar com o pedido de regularização ambiental."

Vale lembrar que até o presente momento nenhuma licença ou autorização foi apresentada pelo jogador Neymar ou seus representantes e que o embargo permanece vigente.

Entenda o caso

A operação desta quinta-feira, que envolveu agentes da Polícia Militar Ambiental, da Polícia Civil e do Grupamento de Proteção Ambiental, terminou com voz de prisão dada ao pai do jogador. Segundo nota do órgão, divulgada logo após a fiscalização, Neymar pai desacatou a secretária Shayenne Barreto. A pedido da assessoria e pelo princípio da razoabilidade, ele acabou liberado.

Ainda de acordo com a nota, foram identificadas infrações ambientais como desvio de curso de água, captação de água de rio sem autorização, captação de água para lago artificial, terraplanagem, escavação, movimentação de pedras e rochas sem autorização, e aplicação de areia de praia sem autorização ambiental. A obra, que não tem autorização, foi interditada e uma multa de pelo menos R$ 5 milhões de reais será emitida.

Em vídeo divulgado pelo site g1, o pai de Neymar discute com os agentes e os acusa de invadir a propriedade. "Eu não vou poder usar minha casa?", pergunta ele em um momento da conversa. Em outro momento, o tom sobe e ele acaba recebendo voz de prisão. A partir dali, assessores e funcionários tentam apartar a confusão.

A obra é a construção de um lago artificial, uma parceria de Neymar com uma empresa da área que vinha dando atualizações frequentes sobre o status da construção. Nesta quinta-feira, horas antes da ação, a empresa fez postagens indicando que seria o último dia de obra no local.

Veja também

Em jogo morno, Sport empata com Ceará, no Castelão, mas segue no G4 da Série B
Série B

Em jogo morno, Sport empata com Ceará, no Castelão, mas segue no G4 da Série B

Argentina vence Canadá em abertura da Copa América 2024
Futebol

Argentina vence Canadá em abertura da Copa América 2024

Newsletter