Neymar e a estreia dos sonhos pelo Paris Saint-Germain

Brasileiro marcou gol, deu assistência e ainda mostrou boa movimentação em seu primeiro jogo no futebol francês

Neymar comemora gol em estreia no PSGNeymar comemora gol em estreia no PSG - Foto: AFP

Gol, assistência e enorme mobilidade no campo de ataque: Neymar brilhou na estreia pelo Paris Saint-Germain, no domingo, sendo decisivo na vitória por 3 a 0 sobre o Guingamp, pela segunda rodada da Ligue 1.

O brasileiro revelou já "se sentir em casa" e foi o principal destaque na armação das jogadas. Ney ofereceu um leque variado de passes, dribles e muita movimentação, cumprindo as expectativas no primeiro jogo com o novo clube.

O jogador mais caro da história do futebol, depois do PSG pagar 222 milhões de euros para tirá-lo do Barcelona, protagonizou as duas principais jogadas da partida. Primeiro, dando assistência para o uruguaio Edinson Cavani abrir o placar, com um passe em profundidade nas costas dos zagueiros, aos 20 minutos do segundo tempo.

Depois, o camisa 9 devolveu o presente e deixou Neymar livre na pequena área para empurrar para as redes e definir o placar final, aos 37 minutos.

O novo camisa 10 do PSG também deixou o compatriota Marquinhos livre dentro da área com um cruzamento, mas o zagueiro acabou acertando o travessão com a cabeçada. No total, foram seis chute à gol.

Segundo as estatísticas da Opta Sports, empresa que avalia dados de rendimento esportivo, o atacante deu 11 dribles, uma das cifras mais altas do campeonato francês. Apenas Ousmane Dembélé, quando defendia o Rennes, e o brasileiro Lucas o superam, com 14 e 12 dribles, respectivamente.

- Neymar dita o ritmo -

Mas Neymar também encabeçou a lista dos jogadores com mais bolas perdidas: foram 33 no total, algo que explica sua responsabilidade durante os 90 minutos de jogo, deixando os companheiros em boas condições para finalizar.

Além disso, o craque tocou na bola 128 vezes, número muito alto para um atacante.

"Vimos sua criatividade, inspiração e frescor com frequência. Não me surpreendi com sua maneira de jogar", comemorou o ex-treinador do PSG, Guy Lacombe, à AFP

"É um jogador de grupo. A diferença para Zlatan Ibrahimovic, que tudo tinha que girar ao seu redor, é que Neymar joga para os demais", acrescentou Lacombe.

"Sua presença melhorou os companheiros. Vi um Di Maria e um Cavani em grande forma. Isso vai aumentar a concorrência, porque todos querem jogar com ele. É ele quem dita o ritmo, é capaz de acelerar e fazer a diferença", avaliou o técnico do Guingamp, Antoine Kombouaré.

Neymar ocupou o lado esquerdo do ataque no 4-3-3 montado pelo espanhol Unai Emery. "No Barça já jogava nessa posição. É onde gosta o técnico, movimentando pelo centro e pelos lados. Ali me encontro muito bem", explicou o camisa 10.

"Estou em casa. Nem todos companheiros são brasileiros, mas todos me receberam muito bem. É como se estivesse aqui há muito tempo", acrescentou.

- Avaliados na Liga dos Campeões -

"Não era fácil. Muitos grandes jogadores fizeram um primeiro jogo difícil com o novo time. Mas ele foi muito bem recebido e respondeu com talento", insistiu Guy Lacombe.

De qualquer maneira, a pequena legião brasileira do PSG, com Thiago Silva, Lucas, Marquinhos e Daniel Alves, facilitou muito a integração de Neymar. As fotos subidas nas redes sociais comprovam o bom relacionamento. Em algumas delas, os cinco aproveitam a sauna juntos, em outras, Lucas e Neymar jogam cartas.

"Grande trabalho em equipe. Estávamos torcendo pela chegada do meu irmão Neymar. Vim aqui para isso. Bom jogo", escreveu o lateral Dani Alves em sua conta no Instagram.

Apesar da euforia, Neymar só entrou em campo uma vez com a camisa do novo clube. "Ainda é preciso fazer ajustes. É preciso encontrar um equilíbrio entre o lado esquerdo e o lado direito", acrescentou Lacombe.

"Além disso, esses jogadores não vão ser avaliados pela liga francesa, mas pela Liga dos Campeões", concluiu.

Veja também

Mundial de Handebol: Brasil perde para Hungria por 29 a 23
Handebol

Mundial de Handebol: Brasil perde para Hungria por 29 a 23

Ídolo do Sport, Fumagalli vai ao hotel rubro-negro em São Paulo para apoiar jogadores
Sport

Ídolo do Sport, Fumagalli vai ao hotel rubro-negro em São Paulo para apoiar jogadores