Neymar é o mais indisciplinado entre os top 10 do mundo

Jogador recebeu 28 amarelos e um vermelho em 126 partidas desde o fim da Copa do Mundo de 2014

Agrinez Melo, em cena de 'Histórias Bordadas em Mim'Agrinez Melo, em cena de 'Histórias Bordadas em Mim' - Foto: Fernando Azevedo/Divulgação

Além dos dribles e gols, existe outra característica que acompanha o atacante Neymar nos gramados: o temperamento forte. Adversários, companheiros de clube e seleção e, claro, os árbitros, já conhecem o pavio curto do craque brasileiro. Um estilo que o colocou no topo de uma indesejada lista. Neymar é o mais indisciplinado entre os melhores jogadores do mundo.

Nos últimos dois anos, nenhum atleta que esteve entre as dez primeiras colocações da eleição mais recente de melhor do mundo da Fifa recebeu tantos cartões quanto Neymar. Somando as participações pelo Brasil e Barcelona, ele acumula 28 amarelos e um vermelho em 126 partidas desde o fim da Copa do Mundo de 2014.

Companheiro do camisa 11 no Barça e conhecido também por receber muitos cartões (alguns deles por conta de mordidas), Suaréz levou neste mesmo período 23 amarelos. Outros craques de nível mundial receberam bem menos cartões amarelos que Neymar: Lionel Messi (13), Cristiano Ronaldo e Alexis Sánchez (12), Andrés Iniesta (10), Thomas Müller (9), Robert Lewandowski (8) e Eden Hazard (7).
Mas não é somente contra os atacantes que Neymar leva vantagem. O jogador já recebeu mais advertências nos últimos dois anos que alguns zagueiros da Europa. O sempre esquentado Pepe, do Real Madrid e da seleção portuguesa, por exemplo, tomou “apenas” 17 amarelos.

O último cartão recebido por Neymar, no jogo contra a Bolívia, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo, tirou o craque do jogo seguinte, diante da Venezuela. Em outras três ocasiões o Brasil ficou sem seu principal jogador por conta de suspensões.

Veja também

Náutico confirma contratação do meia Marcos Vinícius
Futebol

Náutico confirma contratação do meia Marcos Vinícius

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'
Manifestação

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'