Neymar marca em retorno, e Brasil empata com a Colômbia

A estrela do Paris Saint-Germain não jogava uma partida oficial desde que se machucou pouco antes da Copa América do Brasil

Richarlison e Casemiro disputaram a última Copa América, quando o Brasil bateu o Peru na finalRicharlison e Casemiro disputaram a última Copa América, quando o Brasil bateu o Peru na final - Foto: Michael Reaves/AFP

No primeiro compromisso após a conquista da Copa América, o Brasil empatou por 2x2 com a Colômbia na noite desta sexta-feira (6) no Hard Rock Stadium, em Miami, nos Estados Unidos. A partida marcou o retorno de Neymar, que não atuava desde 5 de junho, quando lesionou o pé direito em amistoso contra o Qatar.

A volta do camisa 10 foi com brilho, apesar da falta de ritmo de jogo. Neymar deu a assistência para Casemiro abrir o placar e deixou o seu início do segundo tempo. Muriel foi o autor dos dois gols do time colombiano.

Leia também:
Neymar vai enfrentar Barcelona no tribunal
Neymar quis dar R$ 90 mi para ir ao Barça e manteve Real por perto
Neymar nunca foi um problema na seleção, diz auxiliar de Tite
Tite encara velhas questões na seleção


O Brasil joga novamente na madrugada de terça para quarta-feira. À meia-noite (horário de Brasília), a Seleção Brasileira tem novo amistoso nos EUA, desta vez contra o Peru, em Los Angeles.

A partida começou com pressão da Colômbia, mas foi o Brasil quem saiu na frente. Antes dos 15 minutos, o time colombiano já havia criado boas chances com Mina e Zapata pelo alto, e finalização de Cuadrado de fora da área. Aos 19, no entanto, Neymar cobrou escanteio da direita e encontrou Casemiro, que completou de cabeça para o gol.

A vantagem brasileira, no entanto, durou pouco. Aos 25 minutos, Alex Sandro cometeu pênalti em Muriel, que cobrou para igualar o placar. O atacante colombiano voltou a marcar aos 34, quando recebeu pelo lado direito da área e bateu forte para o gol.

No segundo tempo, o Brasil foi em busca do empate. O gol da igualdade saiu dos pés de Neymar, que completou cruzamento de Daniel Alves aos 14 minutos.

Na volta aos gramados após três meses, Neymar teve atuação decisiva. O atacante foi o autor da assistência para o gol de Casemiro e ainda deixou o dele no início do segundo tempo -foi a 61ª vez que o atacante marcou com a camisa da Seleção.

Vale lembrar que antes do jogo desta sexta, Neymar havia atuado apenas dez vezes em 2019 -uma partida pela Seleção Brasileira e nove pelo Paris Saint-Germain.

Em uma noite que a defesa brasileira não teve a sua melhor atuação, Alex Sandro foi quem mais sofreu diante da Colômbia. O lateral cometeu pênalti claro ao esticar o demais o pé e atingir o atacante Muriel no peito. Pouco depois, foi pelo lado esquerdo que a Colômbia chegou ao gol da virada ainda no primeiro tempo.

O Brasil teve dificuldade para impor o melhor ritmo em campo na noite de hoje.
Muito em função da atuação pouco inspirada do setor de meio-campo. Arthur combateu pouco e não chegou com perigo ao ataque. Casemiro e a dupla Marquinhos e Thiago Silva acabaram sobrecarregados e sofreram com as investidas colombianas, principalmente no primeiro tempo. No ataque, Philippe Coutinho teve partida apagada.

O cenário melhorou um pouco na volta do segundo tempo, mas ainda assim a Colômbia teve espaços e oportunidades para chegar ao terceiro gol.

Um fato raro aconteceu na partida de hoje. Pela primeira vez desde a eliminação para a Bélgica na Copa do Mundo de 2018, o Brasil sofreu mais de um gol. O revés, inclusive, também foi o último sofrido pela Seleção.

Além disso, desde a queda nas quartas de final do Mundial da Rússia, a defesa brasileira havia sido vazada apenas três vezes em 16 jogos.

O resultado desta sexta poderia ter sido diferente se o amistoso contasse com a tecnologia do árbitro de vídeo. Aos 28 minutos, Neymar foi empurrado em disputa de bola com Sánchez dentro da área, mas o juiz não marcou a penalidade. O curioso é que os jogadores da Seleção brasileira apontavam para o telão do estádio, que mostrava o replay do lance. Sem o VAR, no entanto, prevaleceu a primeira decisão do árbitro.

Antes de a bola rolar, a partida teve um minuto de silêncio em respeito às mortes de Danilo Feliciano de Morais, filho do ex-jogador Cafu, e do argentino Andrada, goleiro que sofreu o milésimo gol de Pelé. Ambos morreram na última quarta-feira (4).

Além disso, outro momento que marcou os minutos que antecederam o apito inicial foi a presença do garoto Nickollas, que entrou em campo ao lado de Neymar. O menino, que é palmeirense, e sua mãe, Silvia Grecco, ganharam fama graças a um gesto nobre, repetido em todas as partidas dos dois no Allianz Parque. Silvia narra os jogos para o filho cego em pleno estádio.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL 2
Ederson, Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho (Bruno Henrique); Richarlison (David Neres), Neymar e Roberto Firmino (Lucas Paquetá). Técnico: Tite.

COLÔMBIA 2
David Ospina; Stefan Medina (Orejuela), Dávinson Sánchez, Yerry Mina, William Tesillo; Wílmar Barrios, Mateus Uribe (Lerma), Juan Guillermo Cuadrado (Yairo Moreno); Luis Muriel (Berrío), Duván Zapata (Borré) e Róger Martínez (Luis Díaz). Técnico: Carlos Queiroz.

Estádio: Hard Rock Stadium, em Miami (EUA)
Juiz: Ismail Elfath (EUA)
Público: 65.232 presentes
Cartões amarelos: Casemiro (B)
Gols: Casemiro (B), aos 19min do 1º tempo; Muriel (C), aos 25 e 39min do 1º tempo; Neymar (B), aos 14min do 2º tempo.

 Em sua volta aos campos após três meses sem jogar, Neymar deixou sua marca e ajudou o Brasil a empatar em 2x2 com a Colômbia, nesta sexta-feira em amistoso disputado no estádio Hard Rock, em Miami.

A estrela do Paris Saint-Germain, que não jogava uma partida oficial desde que se machucou defendendo a seleção durante a preparação para a Copa América do Brasil, em junho, mostrou seu potencial anotando um gol e dando uma assistência para Casemiro abrir o placar.

Leia também:
Neymar vai enfrentar Barcelona no tribunal
Neymar quis dar R$ 90 mi para ir ao Barça e manteve Real por perto
Neymar nunca foi um problema na seleção, diz auxiliar de Tite
Tite encara velhas questões na seleção


A Colômbia, porém, mostrou ótima solidez tática sob as ordens do técnico português Carlos Queiroz e, mesmo sem as estrelas James Rodríguez e Radamel Falcao, lesionados, chegou a virar a partida ainda no primeiro tempo com dois gols de Luis Muriel.

O Brasil voltará a campo na terça-feira (10) novamente nos Estados Unidos, desta vez em Los Angeles, para medir forças com o Peru em outro amistoso.

Veja também

Wawrinka vence Murray na primeira rodada de Roland Garros
Roland Garros

Wawrinka vence Murray na primeira rodada de Roland Garros

Aniversariante do dia, Simona Halep vence na abertura de Roland Garros
Roland Garros

Aniversariante do dia, Simona Halep vence na abertura de Roland Garros