Neymar quis dar R$ 90 mi para ir ao Barça e manteve Real por perto

As negociações estavam caminhando após Rakitic, Dembelé e Todibo aceitarem a transferência para o PSG

Neymar se livrou de punição mais severa no casoNeymar se livrou de punição mais severa no caso - Foto: Nelson Almeida/AFP

Após uma negociação frustrada com o Barcelona, o atacante Neymar vai continuar no PSG - pelo menos, até 2020. Isso porque a janela de transferências da Europa fechou e futuras negociações, a partir deste mês, só serão concluídas no ano que vem. Neste período, a insatisfação do brasileiro com o clube francês ficou evidente e chegou ao ponto de o atleta querer tirar dinheiro do próprio bolso para mudar de país.

De acordo com o jornal Mundo Deportivo, as negociações estavam caminhando após Rakitic, Dembelé e Todibo aceitarem a transferência para o PSG. Além disto, uma quantia de 150 milhões de euros foi oferecida aos franceses. Mas eles que queriam mais.

Leia também:

Aos 27 anos, Neymar ouve não pela primeira vez na carreira
Neymar nunca foi um problema na seleção, diz auxiliar de Tite
PSG recusa mais uma oferta do Barcelona por Neymar

Neymar, então, resolveu agir e propôs dar 20 milhões de euros (cerca de R$ 90 milhões) de sua conta bancária para garantir a ida ao Barcelona. Mesmo assim, o PSG foi relutante e nem quis ouvir a proposta "individual" do brasileiro, que não conseguiu deixar Paris.

Conversas
O Real Madrid foi outro clube que cogitou a contratação de Neymar. Segundo o jornal Marca, a equipe da capital espanhola acompanhou de perto o imbróglio envolvendo o PSG e o Barcelona e manteve contato com o pai do jogador nas últimas semanas.

Uma proposta oficial, no entanto, não foi feita: além dos valores exorbitantes, pesou o fato de Neymar estar voltando de uma lesão e não ter entrado em campo nos últimos meses. Para a diretoria do Real Madrid, a contratação, além de cara (o clube desembolsou uma parcela considerável da verba disponível com Hazard), seria de alto risco e poderia causar polêmica entre a torcida, já que Neymar esteve no Barcelona entre 2013 e 2017.

Veja também

Djokovic vence algoz de Nadal e conquista 2º título após retorno do tênis
Tênis

Djokovic vence algoz de Nadal e conquista 2º título após retorno do tênis

Dirigentes do Goiás desconversam sobre interesse em Barcia
Futebol

Dirigentes do Goiás desconversam sobre interesse em Barcia