No ‘hall' das prioridades, Presidente da FPF confirma Estadual sub-20

Anteriormente, o mandatário da entidade local, Evandro Carvalho, havia levantado a possibilidade de em 2020 não ocorrer competições de base no Estado

Evandro Carvalho, presidente da FPF Evandro Carvalho, presidente da FPF  - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Depois de levantar a possibilidade de não haver competições de base em Pernambuco em 2020, por conta do aperto no calendário, além das dificuldades financeiras que chegaram acompanhadas do novo coronavírus, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, revelou à Folha de Pernambuco ser um desejo da entidade local, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e das demais federações do país a realização das competições da categoria sub-20 este ano. No Estado, o cartola acrescentou dizendo que o conselho técnico para a realização do Campeonato Pernambucano já foi feito, sob aguardo, no momento, somente da liberação do Governo Estadual para iniciar a competição.

“Nós só encerramos duas competições. A competição de bairro, o amador da Capital e a Copa do interior, que a federação faz. Essas duas realmente não temos como fazer este ano. Sub-20, nós já fizemos o conselho técnico, está tudo pronto para começar, estamos só aguardando a autorização do Governo para começar. As outras, sub-17 e sub-15, ainda não iniciamos o conselho técnico”, explicou.

A categoria, de acordo com ele, segue a escala de “prioridades” da federação e da CBF, uma vez que, em um salto, existe maior possibilidade de atletas dos juniores integrarem o profissional, ainda na categoria inferior, realidade um pouco mais distante do juvenil. Além disso, o dirigente reafirmou a possibilidade dos torneios do sub-15 e sub-17 serem cancelados este ano.

“Sub-20 é um desejo da CBF e de todas as federações fazer, porque é fundamental, esses jogadores abastecem o time principal. O sub-15 e o sub-17 pode até não ocorrer, é possível, dependendo da contingência, dependendo das dificuldades. Nossa prioridade hoje é voltar o profissional, fazer a segunda divisão (do Estadual) e sub-20. Isso é uma prioridade da CBF também”, concluiu.

Leia também:
FPF planeja retorno do Estadual para julho
FPF admite que deve cancelar torneios de base em 2020
Pandemia é uma 'ameaça quase existencial' para o futebol feminino

Feminino
Diferentemente do exposto acima, o Estadual na modalidade feminina segue encostado. A realização da competição “depende de data, de financiamento da CBF e de uma série de fatores”, ressaltou Evandro. O desfeito Vitória/Santa Cruz é o atual campeão pernambucano. A parceria entre o clube das Tabocas e o Tricolor do Arruda foi desfeita no início do ano, a equipe, inclusive, era profissionalizada. Este ano, o Vitória disputaria a Série A2 do Campeonato Brasileiro.

Sobre financiamento da entidade máxima do futebol brasileiro à modalidade, vale destacar que no início de abril, a CBF destinou R$ 1,9 milhão às dezesseis equipes que disputam o Brasileiro A1 - 120 mil para cada -, e R$ 50 mil para cada time da Série A2. Sport e Náutico, na segunda divisão, foram incluídos no pleito. Até o momento, não há previsão de um novo socorro à modalidade.

Veja também

Pedro Barros brilha e fica com a prata no skate park
Jogos Olímpicos

Pedro Barros brilha e fica com a prata no skate park

Darlan Romani chega perto de novo, mas não vai ao pódio no arremesso de peso
Jogos Olímpicos

Darlan Romani chega perto de novo, mas não vai ao pódio no arremesso de peso