Santa Cruz

No Santa Cruz, zagueiro Hebert inicia primeira passagem pelo futebol brasileiro

Hebert ainda não entrou em campo com a camisa Tricolor

Hebert, zagueiro do Santa CruzHebert, zagueiro do Santa Cruz - Foto: Reprodução/TV Coral

Um dos contratados pelo Santa Cruz na última leva de reforços, o zagueiro Hebert ainda não teve a oportunidade de entrar em campo. No entanto, a iminente estreia do atleta pela equipe também marcará sua primeira partida por um clube brasileiro como profissional. Formado nas categorias de base do Vasco, Hebert foi emprestado para o futebol português ainda na temporada 2010/2011, começando a carreira fora do País. 

Desde então, o jogador acumula passagens pelo Trofense e pelo Braga, ambos de Portugal; pelo futebol polonês, jogando Piast Gliwice e, posteriormente, pelo Wisla Kraków. Hebert também passou pelo Japão, onde disputou a segunda divisão do país, com o JEF United. 

"São culturas diferentes. Lá fora, o futebol tem muita coisa da disciplina tática. Joguei em Portugal, na Polônia - que é um país que não se fala muito aqui no Brasil, mas você vê a grandeza dos jogadores que estão aí e vê que o futebol lá também é evoluído -, e no Japão, onde aprendi bastante. Agora estou esperando o momento para colocar tudo isso dentro de campo e ajudar o Santa Cruz", comentou Hebert sobre a experiência adquirida no exterior. 

Em sua coletiva de apresentação no Tricolor do Arruda, o zagueiro também justificou a escolha pelo Santa. "Foi uma decisão muito fácil, todo mundo conhece o Santa Cruz e sabe da grandeza do clube. Apesar de não ter atuado por muito tempo aqui no Brasil, conheço a história do clube, o tamanho da torcida, e quando apareceu a oportunidade eu não pensei duas vezes". 

 

Questionado sobre suas características em campo, Hebert se definiu como um “zagueiro-zagueiro”. “Costumo dizer aos meus amigos que eu estou ali para segurar o piano enquanto os caras da frente tocam. Esse é o trabalho de um zagueiro, primeiro é defender, mas claro que também gosto de construir e sair para o jogo, também tenho essa característica. Mas meu ponto forte é a força, o porte físico", afirmou o atleta, que tem se destacado nos trabalhos relacionados à força física nos treinamentos. 

Sobre a disputa da Série C, Hebert destacou que, até a estreia - marcada para o dia 30 de maio -  a equipe terá um raro intervalo para treinamentos. "A gente agora está focado, temos algum tempo para trabalhar, coisa que não tivemos desde que cheguei. O que passou já ficou para trás. Agora é o momento de acertar tudo para chegar forte na Série C", disse.

O Santa estreia na Série C contra o Manaus, na Arena da Amazônia. A partida acontece às 20h do dia 30 de maio, um sábado.  

Veja também

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota
Futebol

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson
Futebol

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson