No Sport, permanece a eterna busca por um meia

Depois de Diego Souza, ninguém se firmou na função e o Leão busca mais uma vez por novos nomes no setor

Atacante Ezequiel, do Sport, disputa lance. Atacante Ezequiel, do Sport, disputa lance.  - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Desde a saída de Diego Souza, em 2017, o Sport lida com problemas para achar um meia incontestável para a equipe. Apresentado com a camisa 10, Marlone foi a grande esperança para substituir o ídolo e ser o grande armador do Leão, no ano passado. Além dele, Michel Bastos também chegou para ser o outro grande meio-campo Rubro-Negro no Campeonato Brasileiro da Série A. No entanto, ambos tiveram um 2018 instável e não supriram as expectativas criadas após suas chegadas no clube.

Neste ano, a grande expectativa ficou em volta do brasileiro naturalizado croata Sammir. Com a 10 nas costas, o meia lidou com diversas lesões no início do ano e só pôde começar uma partida como titular na estreia da Série b, contra o Oeste. Foram 13 jogos e um gol com a camisa Rubro-Negra. Porém, na semana passada a diretoria do Sport decidiu liberá-lo, informando que ele tinha propostas da Croácia.

Pedro Carmona e Leandrinho são os únicos armadores do atual elenco. No entanto, enquanto o primeiro só tem 15 minutos com a camisa do Leão, no já distante 11 de maio, o segundo lida com a irregularidade que permeia os jogadores nesta função do Sport. Além de ambos terem problemas de lesão.

Diante da saída de Sammir e da inconsistência de Leandrinho e Carmona, o Sport decidiu ir no mercado. Os nomes mais especulados são os de Everton Felipe, cria da base do Leão, e Léo Arthur, meia do Fluminense.

Leia também:
Sport bate Botafogo/SP por 3x0 e se aproxima do G4
Em estreia do uniforme, Sport busca reabilitação na Série B
Guto elogia Juninho e acredita em evolução do atacante
Sem espaço, Sport anuncia saídas de zagueiro e volante


Guto Ferreira, porém, vem buscando se adaptar a esse lacuna no elenco do Sport. Na vitória por 3x0 contra o Botafogo/SP, no sábado, o treinador Rubro-Negro decidiu pôr em campo um time escalado em um 4-4-2. Nesse esquema, o atacante Juninho jogou ao lado de Hernane e a equipe não teve nenhum meia em campo. Isso só mudou quando Leandrinho entrou no lugar da cria da base do Leão.

Em outros momentos o treinador já tinha optado por colocar Guilherme centralizado. Porém, as últimas atuações não foram boas do jogador na função. Sonhando com o acerto depois de dois anos, o Sport deve anunciar, até o fim desta semana, um ou dois meias para o restante da Série B.

Veja também

Novo primeiro-ministro japonês se diz "decidido" a sediar Jogos Olímpicos apesar da pandemia
Jogos Olímpicos

Novo primeiro-ministro japonês se diz "decidido" a sediar Jogos Olímpicos apesar da pandemia

STJD nega pedido do Flamengo e mantém jogo contra o Palmeiras no domingo
Futebol

STJD nega pedido do Flamengo e mantém jogo contra o Palmeiras no domingo