Nos acréscimos, Náutico vence o Ceará por 1 a 0

Com a vitória, o Timbu está na terceira colocação com 51 pontos

Michele Collins (PP) é vereadora do RecifeMichele Collins (PP) é vereadora do Recife - Foto: Flávio Japa/Folha de Pernambuco

Sem muito brilho e com um meio-campo inoperante, o Náutico venceu o Ceará por 1 a 0 com gol de Igor Rabello aos 48 minutos do segundo tempo, neste sábado (15), na Arena Pernambuco, pela 31ª rodada da Série B. Com o resultado, o Timbu está na terceira colocação com 51 pontos. O próximo compromisso do Timbu é diante do Luverdense, na próxima sexta-feira (21), fora de casa. Dado importante do jogo foi o público de 25.257 pessoas, o maior do Náutico no ano.

O alvirrubro começou o jogo nervoso. Errando muitos passes, reclamando bastante da arbitragem e tomando pressão do adversário. Além disso, o meio-campo não funcionava porque a marcação do Ceará era forte. Marco Antônio e Vinícius não foram bem. O Vozão subia a marcação e não deixava o Náutico jogar. A primeira chance foi dos visitantes. Aos 14 minutos, Thallyson cobrou falta colocada e o goleiro Rodolpho defendeu no canto esquerdo.

Por volta dos 15 minutos o Náutico cresceu na partida. Passou a controlar o jogo, ter mais posse de bola e marcar no campo de ataque. Porém, não chutava em gol, muito pela forte marcação do Ceará. A melhor chance do Timbu foi aos 20 minutos. Éverson saiu do gol e não achou nada. Rony cruzou da esquerda e Vinícius, sem goleiro, chutou por cima.

No final da primeira etapa, o Ceará voltou a crescer na partida. Aos 30, Thallyson arrematou rasteiro de fora da área e Rodolpho fez nova defesa.

O Ceará voltou melhor para o segundo tempo. Pressionou o Náutico, teve mais posse de bola e marcava forte. O Timbu seguia com os mesmos problemas da primeira etapa: transição ruim, erros de passe e o meio-campo não funcionando.

As entradas de Yuri Mamute e Jefferson Nem deixaram o alvirrubro mais ofensivo e buscando as jogadas pelos lados de campo. Porém, seguia finalizando pouco, muito pela marcação forte do Vozão.

Na segunda metade da etapa final, o Náutico cresceu no jogo e teve dois gols anulados. O primeiro foi aos 14 minutos. Igor Rabello cabeceou para o gol, mas estava impedido. No segundo, aos 28, Vinícius driblou cinco adversários e chutou para o gol. O goleiro espalmou. No rebote, Gaston marcou o gol, mas foi impugnado.

Os cearenses, após os 25 minutos, buscaram segurar o empate e pararam muito o jogo com cera. O Vozão pouco ia ao ataque e era pressionado pelo Náutico. A pressão gerou resultado. Aos 48 minutos, Igor Rabello marcou de cabeça.

FICHA TÉCNICA

Náutico 1
Rodolpho; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gaston; João Ananias e Rodrigo Souza (Yuri Mamute); Marco Antônio, Vinícius (Renan Oliveira) e Rony; Bergson (Jefferson Nem). Técnico: Givanildo Oliveira

Ceará 0
Éverson, Tiago Cametá, Ewerton Páscoa, Charles e Thallyson; Raul, Diego Felipe, Felipe (Felipe Menezes) e Wescley; Lelê (Ciel) e Bill (Rafael Costa). Técnico: Sérgio Soares

Local: Arena Pernambuco
Data: 15 de outubro de 2016; Horário: 18h30
Árbitro : João Batista de Arruda (RJ)
Assistentes: Michael Correia e João Luiz Coelho de Albuquerque (ambos do RJ)
Público: 25.257
Renda: R$ 504.150,00

Cartões amarelos: Rodrigo Souza, Vinícius, Rony (Náutico); Tiago Cametá, Bill, Thalyson, Ewerton Páscoa (Ceará)
Gols: Igor Rabello (48 do 2º)

Veja também

Tite convoca Paquetá para o lugar de Coutinho na seleção brasileira
Seleção Brasileira

Tite convoca Paquetá para o lugar de Coutinho na seleção brasileira

Tite chama Paquetá para substituir Philippe Coutinho
Eliminatórias da Copa

Tite chama Paquetá para substituir Philippe Coutinho