Copa do Nordeste

Nos pênaltis, Sport é derrotado pelo Ceará e fica com o vice da Copa do Nordeste

Durante os 90 minutos, Leão venceu o adversário por 1x0, na noite desta quarta-feira (3), na Ilha do Retiro

Sport 1 (2) x (4) 0 Ceará, pela Copa do NordesteSport 1 (2) x (4) 0 Ceará, pela Copa do Nordeste - Foto: Alexandre Aroeira/Folha de Pernambuco

O jejum de títulos do Sport na Copa do Nordeste continua. Após bater na trave em 2017 e no ano passado, para Bahia e Fortaleza, respectivamente, o Leão voltou a amargar o vice-campeonato do torneio regional. Depois de vencer o Ceará por 1x0 no tempo regulamentar, na noite desta quarta-feira (3), na Ilha do Retiro com 26.345 torcedores, o Rubro-negro foi derrotado nos pênaltis pelo algoz do clube na temporada. Nas cobranças alternadas, o goleiro Richard brilhou defendendo as cobranças de Luciano Juba e Gabriel Santos, e os cearenses bateram os pernambucanos por 4x2. 

O jogo

Se a atuação no Castelão foi para muitos a pior do Sport na temporada, na Ilha do Retiro foi totalmente ao contrário. No primeiro tempo, o Leão foi absoluto na partida. Com o apoio de mais de 26 mil pessoas, o Rubro-negro foi para o intervalo com a vantagem mínima, mas poderia ter emplacado um castigo ainda maior ao Ceará. Foram pelo menos cinco chances claras de gols.

Antes de abrir o placar, Jorginho já tinha acertado o travessão, após o goleiro Richard sair jogando errado. Logo em seguida, foi a vez de Vagner Love receber em velocidade e obrigar o goleiro alvinegro a fazer boa intervenção. Aos 26 minutos, contudo, o time da casa acabou premiado. Em bola cruzada na área, Danilo Barcelos afastou mal e viu Luciano Juba aproveitar para fazer a festa dos rubro-negros.

Superior, o Sport quase ampliou em lance inusitado. Richard saiu de forma precipitada, deixando o gol aberto. A bola subiu e na descida, Jorginho quase fez de cabeça, mas Luiz Otávio afastou o perigo. 

Bombardeio ineficiente

Com o compromisso indo para os pênaltis, Eduardo Barroca lançou Jean Carlos na vaga de Arthur Rezende, no intuito de recuperar a vantagem perdida. O Sport, por sua vez, sem modificações, seguia com a intensidade a todo vapor e perto do segundo gol. Logo no primeiro minuto, após boa troca de passes, Juba bateu rasteiro e viu Richard evitar o segundo. Em seguida, Edinho cobrou falta para a área e mais uma vez o goleiro cearense salvou os visitantes. 

Com a equipe caindo de rendimento devido ao cansaço, Enderson optou por acionar Felipinho e Wanderson, nas vagas de Cariús e Edinho, respectivamente. E foi dos pés da dupla que o Sport quase fez o segundo. Em bola virada para a esquerda, Felipinho chegou batendo e acertou o travessão. No rebote, foi a vez do camisa 77 carimbar o poste de Richard. Nos acréscimos, Gabriel Santos ainda teve boa chance, mas acabou mandando para fora.

Richard brilha nos pênaltis

Nas penalidades máximas, Renan chegou a defender a primeira cobrança dos cearenses, feita por Danilo Barcelos, mas por ter se adiantado, o juiz mandou voltar. Em nova oportunidade, o lateral-esquerdo venceu o arqueiro leonino. Na sequência, o goleiro chegou a pegar o chute de Guilherme Castilho. No entanto, Luciano Juba e Gabriel Santos pararam em Richard, e o Vozão venceu por 4x2. 

Ficha do jogo

Sport 1 (2)
Renan; Ewerthon, Thyere (Chico), Sabino e Igor Cariús (Felipinho); Ronaldo (Pedro Martins), Fabinho e Jorginho (Gabriel Santos); Edinho (Wanderson), Luciano Juba e Vagner Love. Técnico: Enderson Moreira.

Ceará 0 (4)
Richard; Warley (Michel), Pagnussat, Luiz Otávio e Willian Formiga (Danilo Barcelos); Richardson, Arthur Rezende (Jean Carlos) e Guilherme Castilho; Janderson (Chay), Erick e Vitor Gabriel (Luvannor). Técnico: Eduardo Barroca. 

Estádio: Ilha do Retiro (Recife/PE)
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Luanderson Lima dos Santos (FIFA/BA) e Brigida Cirilo Ferreira (FIFA/AL)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (FIFA/RN)
Gols: Luciano Juba, aos 26' do 1T (SPT)
Cartões amarelos: Igor Cariús, Ronaldo Henrique (SPT); Janderson, Danilo Barcelos, Vítor Gabriel, Richard (CEA)
Público: 26.345 torcedores
Renda: R$ 1.240.625,00

Veja também

Argentina vence Colômbia e se torna maior campeã da Copa América
Copa América

Argentina vence Colômbia e se torna maior campeã da Copa América

Sem dificuldades, Náutico goleia Figueirense e se aproxima do G-8 da Série C
Náutico

Sem dificuldades, Náutico goleia Figueirense e se aproxima do G-8 da Série C

Newsletter