Série B

Nos últimos dez jogos, Náutico só não pontuou menos do que o lanterna Oeste

Técnico Hélio dos Anjos terá que reverter dados negativos em vários aspectos para evitar rebaixamento

Elenco do NáuticoElenco do Náutico - Foto: Caio Falcão / CNC

Sem vencer há seis jogos, o Náutico vive uma escalada de maus resultados na Série B, ampliada após mais uma derrota, diante do CRB, na estreia de Hélio dos Anjos no último sábado. Esperança alvirrubra, o retrospecto dos últimos 10 jogos expressa a envergadura do desafio que o experiente técnico se propôs a enfrentar em sua terceira passagem nos Aflitos.

Levantamento realizado pela Folha de Pernambuco demonstra que, no recorte entre as rodadas 13 e 22, o rendimento do Timbu só não foi superado por pontos pelo Oeste. Os paulistas estão afundados na lanterna e apenas cinco pontos foram acrescentados aos 11 conquistados até então. Já os alvirrubros caíram vertiginosamente de rendimento. Até a 12ª rodada, o Náutico havia somado 14 pontos. De lá pra cá, no entanto, somou apenas 6. Companheiros na parte de baixo da tabela, Botafogo/SP e Figueirense pontuaram os mesmos 7.

O cenário da quantidade de derrotas também é preocupante. O Timbu acumula seis placares adversos em dez jogos. Novamente, o Oeste lidera neste quesito, com sete derrotas ao todo,  ao lado do Botafogo/SP. Atual líder isolada, com 47 pontos, a campanha notável da Chapecoense não é por acaso: os catarinenses não perderam uma só vez em dez partidas.

No que se refere aos triunfos, a situação do Timbu é similar a quatro concorrentes na luta contra o rebaixamento: Vitória, Paraná, Figueirense e Oeste. Todas as equipes citadas venceram apenas um jogo no recorte. O único triunfo neste período dos alvirrubros foi justamente contra o Oeste.

O Náutico marca presença em outros dois dados negativos: menos gols marcados e mais sofridos. A equipe pernambucana é a terceira que menos balançou as redes, com 8 gols anotados. Na frente estão Botafogo/SP e depois Oeste. Em relação à quantidade de vezes em que foi vazado, o Timbu sofreu 17 gols e também se aproxima do topo da tabela, onde figuram Paraná e Oeste, ambos vazados em 18 oportunidades.

O site “Chance de Gol”, especializado em estatísticas, calcula que o Náutico tem 77,7% de cair. É maior do que há cinco rodadas, quando a probabilidade de descenso registrada no início de novembro era 53,2%. 

Confira os dados levantados (13ª à 22ª rodada)

Menos pontos

1) Oeste - 5 pontos
2) Náutico - 6 pontos
3) Botafogo/SP - 7 pontos
4) Figueirense - 7 pontos
5) Paraná - 7 pontos

Menos vitórias

1) Oeste - 1 vitória
2) Náutico - 1 vitória
3) Figueirense - 1 vitória
4) Paraná - 1 vitória
5) Vitória/BA - 1 vitória

Mais derrotas

1) Oeste - 7 derrotas
2) Botafogo/SP - 7 derrotas
3) Náutico - 6 derrotas
4) Figueirense - 5 derrotas
5) Paraná - 5 derrotas

Menos gols feitos

1) Botafogo/SP - 5 gols feitos
2) Oeste - 6 gols feitos
3) Operário/Figueirense/Náutico - 8 gols feitos
4) Paraná/Cuiabá - 9 gols feitos
5) Cruzeiro/Ponte Preta/CRB/Brasil-RS/Vitória - 10 gols feitos

Mais gols sofridos

1) Oeste/Paraná - 18 gols sofridos
2) Náutico - 17 gols sofridos
3) Figueirense/Cuiabá/CRB/Avaí - 14 gols sofridos
4) Ponte Preta - 13 gols sofridos
5) Botafogo-SP/Vitória - 11 gols sofridos

Veja também

Santa empata em 2x2 com o Itabaiana/SE pela pré-Copa do Nordeste
Futebol

Santa Cruz empata em 2x2 com o Itabaiana/SE

Palmeiras empata, e Santos perde antes de final da Libertadores
Campeonato Brasileiro

Palmeiras empata, e Santos perde antes de final da Libertadores