Futebol

Nova denúncia: adolescente registra B.O acusando Errisson Melo de importunação sexual

Ex-superintendente do Náutico já é investigado sob a mesma acusação, desta vez feita por uma ex-diretora do clube

DPCADPCA - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Mais uma denúncia surge contra o ex-superintendente financeiro do Náutico, Errisson Rosendo de Melo. Depois da ex-diretora do clube, Tatiana Roma, fazer uma queixa-crime, acusando o antigo funcionário de assédio, além de calúnia, difamação e injúria, uma menor de 15 anos registrou um Boletim de Ocorrência, nesta quinta (25), na Delegacia de Polícia de Crimes contra Crianças e Adolescentes (DPCA), no Recife, citando que foi vítima de importunação sexual do gestor. 

O caso corre em segredo de Justiça. Em entrevista à Rede Globo, a mãe e a adolescente detalharam como o assédio ocorreu. "Estávamos comemorando em um bar e, no final da festa, estávamos sentados, eu, ele e mais uns amigos da família. Nisso, eu estava ao lado dele e ele, como sempre, começou a perguntar várias coisa sobre que faculdade (queria fazer), com o que eu gostaria de trabalhar. Toda vez que ele falava alguma coisa, colocava a mão na minha perna e ia mexendo como que fosse subir. Quando eu olhava, ele meio que tirava a mão e disfarçava. Depois colocava de novo. Achei muito estranho", contou a jovem.

A mãe da adolescente diz que só soube dos assédios sofridos pela filha após as acusações de Tatiana serem divulgadas. "Foi um choque muito grande porque isso vem acontecendo desde novembro do ano passado. Eu vim tomar conhecimento essa semana, pelo fato da reportagem que aconteceu. Eu estava sozinha, lavando os pratos, minha filha saiu do quarto e falei com ela sobre a reportagem. Perguntei para ela: 'será que é verdade?' Porque a gente tinha tanta confiança por ser da família. Aí ela falou: 'é verdade porque eu fui vítima'. Eu fiquei sem chão. Nunca imaginei passar por isso. Está sendo muito difícil. Nunca pensei que teria que ir na delegacia expor a minha filha. Perguntei a ela se ela queria denunciar e ela disse que sim. Procurei um amigo advogado que disse que eu não tinha opção. Aquilo era um pedido de socorro da minha filha. Fiz isso para que, no futuro, nenhuma mãe chore o quanto eu chorei. Nenhuma mãe passe pelo que eu estou passando. E agora com essa denúncia talvez mais mães tenham coragem e venham falar". 

Em outra ocasião, a jovem cita que ganhou uma viagem e por "questões de logística" precisou dormir na casa do superintendente. Por conta dos comportamentos anteriores, ela optou por gravar o áudio de uma conversa que teve com Errisson. 

"Ele começou a falar: “Ah, tu vai fazer 15 anos, vou te falar uma coisa. Isso vai acontecer muito porque você agora é uma mulher, não é mais uma moça. Você tem que saber que quando chegar em um menino, o menino vai chegar em você e vai fazer isso." E nisso ele colocou a mão no meu peito. Como estava de blusa ombro a ombro, então a passagem era bem fácil. Quando ele colocou a mão e eu percebi, logo tirei. Aí ele disse que tinha feito isso para me alertar. Meu coração acelerou e eu fiquei sem reação. Esse tipo de coisa vinha acontecendo, mas nunca imaginei que ele seria capaz de algo a mais", relatou. 

Procurado pela Folha de Pernambuco, o advogado de Errisson, José Augusto Branco, disse que não poderia comentar a nova acusação. "Sou advogado dele no caso que envolve a denúncia na Delegacia da Mulher. Essa é na DPCA. É outro fato, que envolve uma pessoa de menor e eu não posso falar", disse.

Confira a nota da Polícia Civil sobre os casos

Caso envolvendo Tatiana Roma: A Polícia Civil de Pernambuco, por meio da 1ª Delegacia de Polícia da Mulher - Santo Amaro - sob coordenação da Delegada Ângela Patrícia Fernandes Silva,  segue com a investigação da ocorrência registrada, no último dia 12, de injúria, difamação, calúnia e importunação sexual denunciada por uma mulher de 35 anos. De acordo com ela, os fatos teriam ocorrido de maio de 2020 a julho de 2021 na sede de um clube de futebol, no bairro dos Aflitos, Recife, e teriam sido praticados por um homem, de 41 anos. A DEAM- Santo Amaro está realizando as diligências necessárias para o esclarecimento dos fatos, o que inclui tomada de depoimentos. Mais detalhes não podem ser divulgados no momento. A PCPE se pronunciará após a conclusão das investigações.

Caso envolvendo a menor de idade: A Polícia Civil de Pernambuco, por meio da Delegacia de Polícia de Crimes Contra Criança e Adolescente - DECCA, está investigando uma denúncia de importunação sexual registrada hoje por uma adolescente, de 15 anos, contra um homem, de 41 anos. A Delegacia ja agendou a escuta especializada para a adolescente e irá realizar a oitiva dos noticiantes e do acusado. Mais informações após a conclusão do inquérito policial.

 

Veja também

Florentín destaca entrega do time e agradece apoio da torcida contra o FlamengoSport

Florentín destaca entrega do time e agradece apoio da torcida contra o Flamengo

Em jogo animado, Sport fica no empate com o Flamengo na ArenaCampeonato Brasileiro

Em jogo animado, Sport fica no empate com o Flamengo na Arena