Nova liga de futebol americano do Brasil é lançada

Times terão mais autonomia no Brasil Futebol Americano, torneio gerido pelos próprios clubes

Nova logo do Brasil Futebol AmericanoNova logo do Brasil Futebol Americano - Foto: Facebook/BFA

Um novo cenário no futebol americano brasileiro. Foi lançado na noite desta quinta-feira (16) o Brasil Futebol Americano, mais novo campeonato da modalidade no país.

A competição vem em substituição à Superliga Nacional, campeonato unificado disputado no ano de 2016. Porém, desta vez, o torneio sairá das mãos da Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA) e passará para o controle dos clubes. Além disso, deverá ter um patrocinador master, que ajudará nos custos de logística no torneio.

Em uma conferência realizada via Google Hangouts do site Salão Oval, os idealizadores do BFA, Bruno Guilherme (Presidente), Marcelo Bruno (Gestão) e Bruno Takahashi (Marketing), falaram sobre as várias novidades, como por exemplo, a padronização dos locais dos jogos através da pintura dos campos e utilização de logo do BFA.

E por falar em logo e nome, este foi outro tema que causou polêmica. Isto porque, inicialmente, foi divulgado que o nome da liga seria Brazilian Football League (BFL). Porém, durante o anúncio oficial do campeonato, tanto o nome quanto o logo foram apontados como uma jogada de marketing.

"A gente conseguiu, através desse teaser engajar um número de pessoas incríveis. A gente quis trazer o público para criar a conversa que aconteceu", disse Bruno Takahashi, responsável pelo marketing do BFA, sobre o impacto que a página da BFL teve.

Mudanças à parte, o objetivo do Brasil Futebol Americano será melhorar a gestão e a estrutura do campeonato nacional de futebol americano. Um dos passos para isto será a criação de clínicas de gestão empresarial para os times.

Júlio Adeodato, presidente do Recife Mariners, um dos clubes do estado que deverá participar do BFA, falou sobre a importância da nova roupagem do campeonato nacional de futebol americano. "Tem muitos times trazendo grandes públicos. Espero que essa nova gestão possa realmente transformar isso como um produto para a TV".

FORMATO

Em relação ao formato da competição, deverá ser mantido o que era utilizado na Superliga, com 32 equipes divididas em quatro conferências: Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Porém, uma diferença é que, devido a autonomia dos times, o número de equipes em cada conferência pode mudar. O sistema de ascenso e descenso, entretanto, permanece.

HORÁRIO

Um ponto que foi destacado é o horário das partidas. Antigamente, os jogos eram disputados no domingo e conflitavam com os horários da NFL. Para este ano, a intenção é que os confrontos aconteçam no sábado à tarde ou no domingo pela manhã, a fim de evitar concorrência com outras competições.

Veja também

Em duelo de invictos, líder Náutico enfrenta o Retrô na Arena de Pernambuco
Futebol

Em duelo de invictos, líder Náutico enfrenta o Retrô na Arena de Pernambuco

'Foi uma partida atípica', declara João Brigatti após derrota para o Botafogo/PB
Santa Cruz

'Foi uma partida atípica', declara João Brigatti após derrota para o Botafogo/PB