SÉRIE B

O time da virada? Em jogo movimentado, Náutico bate Ponte e engata terceira vitória seguida

Timbu ganha de virada mais uma vez e diminui distância para o G4

Náutico bateu a Ponte Preta de virada, por 3x2Náutico bateu a Ponte Preta de virada, por 3x2 - Foto: Alvaro Jr / PontePress

Leia também

• Náutico não terá Rhaldney e Vinícius contra a Ponte Preta

• Hélio evita adiantar substitutos, mas garante confiar em opções do elenco

• Adversária do Náutico, Ponte não perde em casa há oito jogos

Após o maior período sem jogos desde março, o Náutico voltou a campo neste sábado (16), e venceu a Ponte Preta pela 30ª rodada da Série B. Com um roteiro dramático e recheado de emoções, o Timbu engatou sua terceira vitória seguida ao executar mais uma virada e fechar o placar do Moisés Lucarelli em vantagem por 3x2. 

Nos primeiros 15 minutos, a Ponte foi mais perigosa que o Náutico. O Timbu ficava mais com a bola, sem conseguir avançar pelo campo alvinegro, enquanto a Macaca executava bem a marcação e chegava melhor ao ataque. 

Foi através de finalizações de Rodrigão e Richard, sendo duas de cada, que começaram a série de ataques que quase culminaram em gols. O lateral-esquerdo Rafael Santos ainda buscou abrir o placar, com um cruzamento perigoso que precisou ser espalmado por Anderson, e com uma finalização de fora da área. 

Após sair ileso dos sustos, o Náutico tentou responder. Djavan arriscou de longe e obrigou o goleiro Ivan a fazer boa defesa, enquanto Rafael Ribeiro cabeceou no travessão adversário, após cobrança de escanteio de Jean Carlos. 

E foi quando esboçava uma melhora na partida que o Timbu sofreu o primeiro gol do jogo. Os alvirrubros tinham um escanteio a seu favor, quando Jailson tentou aproveitar o rebote cedido pela Ponte e cometeu infração com a mão na bola. A Macaca cobrou rápido e, na sequência do contra-ataque, Camutanga falhou ao tentar afastar o cruzamento alvinegro e Marcos Júnior aproveitou o rebote, aos 32 minutos.

Seguido do gol sofrido, o Náutico quase empatou com Jailson, que recebeu grande lançamento de Jean Carlos e ficou cara a cara com Ivan, mas desperdiçou a chance, mandando para fora. Se a Ponte aproveitou uma falha do defensor alvirrubro, o mesmo aconteceu do lado do Timbu. Após o adversário furar o corte na grande área, Caio Dantas foi eficiente e igualou o placar, marcando seu terceiro gol nas últimas três partidas.

O que poderia ser o início de uma virada, se tornou em prejuízo. Após Rodrigão perder grande chance dentro da pequena área e acertar a trave alvirrubra, a defesa alvirrubra vacilou novamente e o atacante da Ponte pôs o time em vantagem novamente, já nos acréscimos. No lance, Camutanga deixou o centroavante livre e Anderson saiu mal do gol, deixando a meta desprotegida. 

Com a volta do intervalo, o Náutico conseguiu voltar ao jogo logo cedo. Jean Carlos tentou o lançamento e Caio Dantas desviou, fazendo com que a bola chegasse em Jacob Murillo, que venceu a disputa com o defensor e finalizou com tranquilidade para marcar seu primeiro gol com a camisa alvirrubra, igualando o placar pela segunda vez. 

A virada veio em uma jogada semelhante a do primeiro tempo, consagrando a parceria entre Jean Carlos e Rafael Ribeiro. O meia cobrou escanteio com capricho e achou o zagueiro na grande área, que cabeceou forte e estufou as redes alvinegras. 

Após o gol da virada, a Ponte Preta buscou diversas maneiras de igualar o placar, sempre parando nas boas defesas de Anderson. O arqueiro realizou pelo menos quatro defesas com alto grau de dificuldade neste recorte. As duas primeiras foram em sequência em uma confusão dentro da área alvirrubra, e voltando a impedir o terceiro gol alvinegro ao defender chutes de Moisés e João Veras, que finalizaram à queima-roupa.

Com a vitória, o Náutico permanece na 9ª colocação da Série B, com 44 pontos, mas diminui a distância para o Avaí/SC, que atualmente ocupa o 4° lugar. Faltando oito partidas para o fim da Segundona, o Timbu volta a campo diante do Vasco, no próximo dia 24, dentro dos Aflitos. 

Ficha técnica

Ponte Preta 2
Ivan, Kevin, Fábio Sanches, Rayan e Rafael Santos; André Luiz (Yago), Marcos Júnior (Matheus Anjos) e Léo Naldi (Camilo); Richard (Iago), Moisés e Rodrigão (João Veras). Técnico: Gilson Kleina

Náutico 3
Anderson; Hereda, Camutanga (Yago), Rafael Ribeiro e Júnior Tavares; Djavan (Matheus Trindade), Matheus Jesus (Marciel) e Jean Carlos; Jailson (Giovanny), Murillo (Álvaro) e Caio Dantas. Técnico: Hélio dos Anjos

Local: Moisés Lucarelli (Campinas/SP)
Horário: 16h
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence e Hugo Savio Xavier Correa (GO)
Transmissão: Premiere FC
Gols: Marcos Júnior (aos 32 do 1°T), Caio Dantas (aos 39 do do 1°T), Rodrigão (aos 46 do 1°T), Jacob Murillo (aos 5 do 2°T), e Rafael Ribeiro (aos 21 do 2°T)
Cartões amarelos: Camutanga, Matheus Jesus e Anderson (NAU)

DAZN

O DAZN, maior serviço de streaming esportivo do mundo, apresenta o melhor das competições esportivas nacionais e internacionais por uma assinatura mensal pelo custo de R$ 19,90. Para quem já é assinante, basta acessar o site ou o app da plataforma. Para quem ainda não tem conta, o serviço disponibiliza 30 dias grátis, bastando clicar neste link para se cadastrar. Você pode acompanhar os eventos pelo computador, no celular, tablet ou até no console do videogame.

 

Veja também

Atlético-MG visita preocupado Bahia e garante bi em caso de vitóriaSérie A

Atlético-MG visita preocupado Bahia e garante bi em caso de vitória

Com futuro incerto no Náutico, Guarani busca assinar em definitivo com Ronaldo AlvesNáutico

Com futuro incerto no Náutico, Guarani busca assinar em definitivo com Ronaldo Alves