Olga Gomes garante primeira medalha do estado nas Paralimpíadas Escolares 2016

Atleta de 16 anos, conquistou a prata nos 100 metros costas da classe S8 da categoria B, para atletas entre 15 e 17 anos

Julio Lossio (REDE) Julio Lossio (REDE)  - Foto: Raquel Elblaus/Divulgação

 

A primeira medalha de Pernambuco nas Paralimpíadas Escolares 2016, realizadas em São Paulo capital, veio das piscinas. Olga Gomes, de 16 anos, conquistou a prata nos 100 metros costas da classe S8 da categoria B, para atletas entre 15 e 17 anos. Foi a terceira medalha consecutiva da nadadora na competição, já que nos anos anteriores ela foi ouro (2014) e bronze (2015) na mesma prova.

A pernambucana, estudante do Colégio Santa Clara (Carpina) e que se divide entre os treinos na cidade natal e no Centro Esportivo Santos Dumont, terminou a prova dos 100 costas com o tempo de 2min05s93. Ela ficou atrás apenas de Laís de Jesus, do Espírito Santo, com o tempo de 1min55s55. Completou o pódio Bruna de Souza, do Pará, com a marca de 2min16s45. “A prova foi perfeita, principalmente porque consegui baixar meu tempo em relação aos treinamentos. Com essa medalha já garanti meu presente de Natal”, brincou Olga.

Olga ainda tem chances de aumentar a coleção de medalhas na competição. Ela volta a cair na piscina para competir nos 50 e 100 metros livre a partir de hoje. O mais interessante é que a nadadora pode ter uma companhia “caseira” na conquista de pódios: Ana Beatriz Gomes, irmã mais nova de Olga, de 14 anos, participa destas Paralimpíadas nos 50 e 100 metros livre e 100 metros peito da classe S9 categoria A, para atletas de 12 a 14 anos.

 

Veja também

O dia em que Maradona esteve em Pernambuco
Futebol

O dia em que Maradona esteve em Pernambuco

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico
FUTEBOL

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico