Os candidatos a herói do acesso do Náutico

Jefferson, Josa, Thiago, Wallace...o Timbu tem alguns nomes que podem ser decisivos diante do Paysandu, domingo, nos Aflitos

Thiago, atacante do NáuticoThiago, atacante do Náutico - Foto: Léo Lemos/Náutico

Um goleiro fechando a meta, um capitão controlando os nervos do time, uma revelação brilhando na hora da decisão ou um artilheiro mostrando o fato de gol. Não faltam candidatos a herói do Náutico no jogo contra o Paysandu, domingo, nos Aflitos, pelas quartas de final da Série C. Cada um ao seu modo, com experiência ou "debutando" em um mata-mata que vale subida de divisão. Conheça as armas do Timbu para alcançar o sonhado acesso à Série B.

Se não tomar gols, o Náutico, no mínimo, levará a decisão para as penalidades. Situação que aumenta a importância de Jefferson. O goleiro retornou ao clube em junho, pouco antes da saída do então titular Bruno. Ao assumir a meta alvirrubra, o prata da casa fez boas exibições, sendo o grande destaque no empate em 0x0 do Timbu ante o Paysandu, no Mangueirão, no jogo de ida. E caso o duelo termine na marca da cal, o camisa 1 tem como trunfo um bom histórico de pegar pênaltis.

Leia também:
Rafael e Paulinho devem iniciar transição na quarta
Leandro Vuaden apita Náutico x Paysandu

Um dos nomes mais experientes do elenco, o volante e capitão do time, Josa, terá dupla função. Além de fechar a cabeça de área ao lado de Jiménez, ele será o porta-voz do técnico Gilmar Dal Pozzo, controlando os ânimos do time. Vale lembrar que a maioria dos atletas nunca participou de um jogo valendo acesso. Somente o zagueiro Fernando Lombardi, o lateral-direito André Krobel e os atacantes Matheus Carvalho, Rafael Oliveira e Wallace Pernambucano já viveram essa experiência de subir de divisão.

Artilheiro do Náutico na Série C, com cinco gols, Thiago é a maior revelação alvirrubra da temporada. Mesmo com apenas um gol nos últimos sete jogos que disputou, o atleta pode ser a válvula de escape ofensiva para furar o bloqueio do Paysandu. O outro sequer sabe se começará jogando. Com 12 gols na temporada, mas apenas três na competição, Wallace pode voltar ao seu bom futebol no momento mais decisivo de 2019. Ele, contudo, só deve entrar entre os 11 se Rafael Oliveira não se recuperar de dores na panturrilha direita. Mesmo assim, o “tanque” pode ser uma peça importante para ser utilizada no segundo tempo. O jogo entre Paysandu e Náutico será apitado por Leandro Vuaden.

Veja também

Hereda analisa chance de volta parcial da torcida nos estádios
Futebol

Hereda analisa chance de volta parcial da torcida nos estádios

Avaí confirma 'conversas adiantadas' e dupla fica próxima do Santa Cruz
Santa Cruz

Avaí confirma 'conversas adiantadas' e dupla fica próxima do Santa Cruz