Óscar Ramirez critica uso do VAR em pênalti sobre Neymar

Já eliminado da Copa do Mundo, o técnico da Costa Rica acredita que o VAR também tem seus lados negativos

Óscar Ramírez, técnico da Costa Rica Óscar Ramírez, técnico da Costa Rica  - Foto: CHRISTOPHE SIMON / AFP

Não foi apenas a derrota por 2 a 0 para o Brasil e a eliminação precoce na Copa do Mundo que causou chateação a Óscar Ramírez. Mesmo que o árbitro holandês Bjorn Kuipers tenha beneficiado a Costa Rica ao voltar atrás no suposto pênalti em Neymar, o técnico da seleção da Concacaf criticou o uso do árbitro de vídeo nesta sexta-feira (22).

"Eu acredito que o VAR é importante porque todos podem cometer um erro, mas o que aconteceu hoje talvez eu tenha visto como uma intervenção negativa. Hoje o árbitro tomou uma decisão e depois mudou de ideia. Embora tenha sido a nosso favor, acredito que o VAR é importante de cabeça para baixo. Quando você não vê algo incontestável", afirmou em entrevista coletiva.

Para o treinador, é necessário fazer reparos para melhorar o árbitro de vídeo nas próximas competições. "Acho que precisamos fazer mais experimentos para ver como o sistema pode ser complementado sem remover a essência do futebol. Hoje o gol foi muito decisivo, mas ter que checar se estava faltando ou não tira muito do ritmo do jogo, é um pouco opinativo. Eu acho que é necessário melhorar o serviço VAR."

Sobre o protagonista do lance em questão, Ramírez elogiou Neymar e também seus jogadores, que não tentaram machucar o camisa 10 da seleção brasileira. "Não foi apenas Neymar. Coutinho, Willian, Firmino, Jesus ... É uma constelação de jogadores de uma qualidade tremenda. Tentamos impedi-lo e a todos da maneira mais honesta que o futebol permite. Sabemos que Neymar voltou de uma lesão e nunca foi nossa intenção machucá-lo ainda mais para tirá-lo do jogo. Nós tentamos fazer isso da maneira mais honesta possível."
Leia também:
No sufoco, Brasil vence a Costa Rica e respira na Copa
Presidente da Costa Rica liga para jogadores antes do jogo com Brasil
Capitão da Costa Rica diz que jogará para vencer Brasil
Óscar Ramírez diz que não pedirá para baterem em Neymar

Ramírez lamentou os gols do Brasil nos acréscimos do jogo e viu as substituições de Tite como responsáveis pela queda de sua seleção. "As substituições no Brasil tiveram influência, não é fácil conter os que entram, pois têm as mesmas condições dos que saíram, mas com mais energia. Dói pela forma como aconteceu, mas simplesmente o fator das mudanças, lamentavelmente alguns dos nossos jogadores sofreram um pouco com o cansaço, mas é o futebol", afirmou o treinador dos Ticos.

Mesmo ciente da eliminação precoce da Costa Rica, o técnico disse que a Costa Rica jogará com força máxima em seu último duelo contra a Suíça, na próxima quarta-feira (27). "É uma questão de honra, de país. Faremos a melhor apresentação possível. A melhor forma é encerrar (nossa participação) ganhando da Suíça."

Veja também

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada
Handebol

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno
Sport

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno