Futebol

Palmeiras 'compra briga' e até elenco articula manutenção de jogo com Flamengo

Desde o início, a diretoria se manteve firme de que, apesar do surto de coronavírus no clube carioca

Gabriel Menino foi o autor do segundo gol do Palmeiras na vitória contra o BolívarGabriel Menino foi o autor do segundo gol do Palmeiras na vitória contra o Bolívar - Foto: Reprodução/Twitter

Apesar dos pedidos públicos e nos bastidores do Flamengo para que a partida de domingo (27) seja adiada, o Palmeiras "comprou a briga" e está irredutível pela manutenção da data, inclusive com a participação de seus jogadores no impasse.
Por enquanto, a CBF mantém a partida da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro para o fim de semana, mas o clube rubro-negro ainda tenta reverter a decisão no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).


Desde o início, a diretoria se manteve firme de que, apesar do surto de coronavírus no Flamengo, o duelo deveria ocorrer. Os jogadores, também, posicionaram-se para que o calendário não fosse alterado. Liderados por Felipe Melo, os atletas vinham tratando do assunto nos bastidores antes. Diante do aumento dos casos de Covid-19 no Flamengo, a CBF passou a discutir a possibilidade de adiar o confronto. No primeiro contato com atletas do Palmeiras, recebeu a informação de que eles se sentiam seguros com os protocolos usados e que gostariam de atuar no fim de semana.


Ao longo destas conversas, tanto a CBF quanto jogadores no elenco alviverde foram surpreendidos com a ameaça do Sapesp (Sindicato de Atletas do Estado de São Paulo) de entrar na Justiça pedindo o adiamento da partida. A nota rebatendo esta posição, divulgada em nome do grupo, inclusive, nem passou pela diretoria alviverde e foi confeccionada por pessoas ligadas a jogadores do Palmeiras.

Felipe Melo, em meio a isso, buscou respaldo em outra associação: o SIAFMSP (Sindicato dos Atletas Profissionais de Futebol do Município de São Paulo), presidido por Washington Mascarenhas, ex-atacante do Palmeiras. Nesta conversa, houve o pedido para que fosse apoiada a decisão dos atletas de jogar no fim de semana, o que de fato ocorreu nas redes sociais do sindicato.

Enquanto o clube carioca foi à Justiça desportiva diante da negativa da CBF, o Palmeiras durante todo o tempo manteve seu cronograma, sem considerar a hipótese de mudança. Fará nesta sexta-feira (25), inclusive, os testes para Covid-19 em seus atletas e funcionários antes do confronto previsto para as 16h, no Allianz Parque.

Veja também

Na estreia de Cavani no Inglês, Manchester United e Chelsea empatam
Futebol

Na estreia de Cavani no Inglês, Manchester United e Chelsea empatam

Com lesão no tendão, Agüero é baixa no Manchester City
Futebol

Com lesão no tendão, Agüero é baixa no Manchester City