confusão

Palmeirense ferida em briga foi atingida por um torcedor do Flamengo, diz polícia

Suspeito está preso; Gabriela Anelli, de 23 anos, sofreu duas paradas cardíacas depois de ser atingida por uma garrafa de vidro no pescoço

Torcedora do Palmeiras Gabriela Anelli, de 23 anos Torcedora do Palmeiras Gabriela Anelli, de 23 anos  - Foto: Reprodução/Redes sociais

A garrafa que atingiu uma palmeirense na noite de sábado, em São Paulo, foi arremessada por um flamenguista. Gabriela Anelli Marchiano, de 23 anos, ficou gravemente ferida após o objeto ter acertado seu pescoço. O autor da agressão está preso e a jovem segue internada em estado grave.

Gabriela foi atingida durante uma briga entre torcedores do Palmeiras e do Flamengo no entorno do estádio Allianz Parque, na Zona Oeste de São Paulo. A palmeirense estava na fila para entrar no estádio quando começou uma confusão entre as torcidas organizadas do clube e do Flamengo.

A vítima foi atingida por estilhaços de vidro de uma garrafa arremessada por um flamenguista, de acordo com o delegado César Saad, titular da Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (DRADE).

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) afirmou que a jovem foi atingida por uma garrafa de vidro e encaminhada em estado grave ao hospital. Outra pessoa também ficou ferida, e um homem suspeito de lançar garrafas durante a briga foi preso em flagrante. O caso foi registrado pela DRADE, como tentativa de homicídio e provocação de tumulto.

A confusão teve início na Rua Caraíbas, próximo ao portão "A" do estádio, após palmeirenses identificarem dois flamenguistas no local. De acordo com a SSP, palmeirenses passaram a perseguir os torcedores rivais para agredi-los.

A briga fora do estádio provocou a paralisação, por duas vezes, do jogo entre Palmeiras e Flamengo. As duas equipes se enfrentavam pelo campeonato brasileiro.

Campanha por doação de sangue
Familiares de Gabriela fizeram uma campanha por doação de sangue nas redes sociais.

"Minha irmã está precisando de doação de sangue, peço a todos que estiverem em São Paulo, capital, que façam essa gentileza", publicou Felipe Anelli Marchiano, irmão da torcedora do Palmeiras. "Gabi, logo você estará conosco novamente", escreveu.

O atacante Dudu, do Palmeiras, também se solidarizou com a agressão à torcedora. "Galera, vamos nos mobilizar para ajudar a salvar a vida da Gabriela", escreveu. O jogador compartilhou as informações sobre como doar sangue para a jovem.

Veja também

Brasil fica no empate com Estados Unidos em último teste antes da Copa América
Futebol

Brasil fica no empate com Estados Unidos em último teste antes da Copa América

Messi rebate Mbappé após declaração sobre Eurocopa ser mais difícil que Copa do Mundo
Futebol Internacional

Messi rebate Mbappé após declaração sobre Eurocopa ser mais difícil que Copa do Mundo

Newsletter