Para Guardiola, é "sempre especial" voltar ao Camp Nou

O catalão foi jogador e treinador de Barcelona

Armando Monteiro, senadorArmando Monteiro, senador - Foto: Divulgação

Voltar ao Camp Nou é "sempre especial", declarou nesta terça-feira Pep Guardiola, técnico do Manchester City, que enfrentará nesta quarta-feira o clube de seu coração, o Barcelona, um duelo que servirá para saber se seu novo time "tem o nível" para disputar a Champions.

"Já voltei com o Bayern de Munique (derrota por 3 a 0 em maio de 2015), é sempre um momento especial para mim estar lá. Este estádio faz parte da minha vida, eu cresci aqui, comecei como gandula, depois como jogador... Fico principalmente feliz por reencontrar gente que gosto. Sempre lembramos das pessoas que conhecemos, minha família mora aqui, então é sempre bom voltar. Fui feliz aqui e tenho saudade das pessoas. Isso faz parte da minha vida, mas fechei esse capítulo, comecei outro em Munique e agora mais um em Manchester", afirmou.

Guardiola é amigo do treinador do Barcelona, Luis Enrique. O comandante do Manchester City disse que fica muito feliz em ver o sucesso de seu adversário na partida desta quarta-feira. "Na primeira partida contra Luis Enrique, ele me deu uma bela lição (em maio 2015). Eu fico muito, muito feliz por como as coisas estão acontecendo com ele. Não tinha nenhuma dúvida que ele daria certo. Quando assumi o time principal (do Barça), ele comandou o time B e já era possível ver que ele direto, honesto, muito trabalhador. Ele teve muito sucesso nos últimos dois anos e terá mais no futuro".

Na temporada 2014-2015, o Barcelona eliminou os Citizens nas oitavas de final vencendo as duas partidas por 2 a 1 e 1 a 0. O comandante comentou a equipe inglesa evoluiu de lá para cá. "Manuel Pellegrini (ex-técnico) foi o primeiro treinador a levar este clube às oitavas de final, depois às semifinais, na temporada passada. Nisso, devemos muito a ele. Manchester City passou 35 anos sem disputar competições continentais. Isso é tempo demais e só nos tornamos uma equipe importante na Europa quando se joga a nível continental com regularidade. O objetivo do Manchester City para os próximos cinco, seis, sete anos é poder rivalizar nas próximas temporadas", disse.

Guardiola foi questionado como parar Lionel Messi. "'Leo' é o melhor jogador do Barça e fico feliz que tenha voltado a jogar. Vê-lo jogar é sempre um prazer. Não sei o que dizer aos meus zagueiros para segurar o talento de Messi. O Barça não precisa de muitas chances para marcar, este é o talento dos atacantes do Barcelona. A ideia é fazer com que corram atrás da bola e cansá-los, mas é muito difícil ter a posse de bola. Eles têm tanta qualidade na saída de bola com Ter Stegen, Piqué, Umtiti ou Mascherano, e Busquets que aparece para buscar o jogo. Preciso saber a que ponto está minha equipe e se temos o nível para jogos como esse", declarou.

Veja também

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana
Sulamericana

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'
Santa Cruz

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'