Para o Náutico, a hora é de juntar os cacos e correr com planejamento para 2017

Em meio à ressaca, Náutico traça reuniões para tratar da reformulação de elenco, permanência de treinador e contratações

Presidente da CUT-PE, Carlos VerasPresidente da CUT-PE, Carlos Veras - Foto: Reprodução/ Facebook

 

A derrota para o Oeste e a perda do acesso à Série A ainda dói entre os alvirrubros. A conquista estava nas mãos e escapou entre os dedos por incompetência do próprio Náutico. O clima, como não poderia ser diferente, é de ressaca. Porém, já é o momento de pensar na próxima temporada e o ano de 2017 começou na segunda-feira (28) mesmo. Há muito o que se definir visando, inicialmente, o Campeonato Pernambucano e a Copa do Nordeste, que começam em janeiro. Na pauta das reuniões entre os diretores está a reformulação no elenco, a permanência do técnico Givanildo Oliveira e as contratações.

“Temos uma reunião de praxe todas as segundas-feiras. Tudo vai ser feito a partir de hoje (segunda-feira), o primeiro dia útil de 2017 para o futebol do Náutico. Temos de traçar o planejamento com os pés no chão, aprender com os erros, reconhecê-los e não repeti-los. Faremos o impossível para manter a estrutura e cumprir as obrigações, como foi nesse ano”, garantiu o diretor de futebol do Timbu Eduardo Henriques.

A primeira decisão será sobre a permanência de Givanildo Oliveira. Após a reunião de segunda-feira, os dirigentes vão procurar o treinador para analisar o elenco na Série B e conversar sobre valores em caso de renovação. Mesmo com a indefinição, Eduardo Henriques fez questão de elogiar a postura do treinador.

“Givanildo merece todo o nosso respeito, é profissional, um cara sensacional, autêntico e de excelente caráter. Pelo que conheço, ele deve estar com a cabeça do tamanho do mundo. Mas vamos sentar para conversar e ver se há o interesse dele, observar as condições. Tudo vai ser feito a partir de agora”, explicou.

O Náutico não quer perder tempo no planejamento e nem na execução dos trabalhos. A única certeza é de que o elenco será reformulado. Por enquanto, apenas três titulares têm contratos para o próximo ano: João Ananias, Marco Antônio e Maylson, além dos atletas da base.

“Vamos conversar muito e temos de correr porque é difícil disputar com outros times. A essa altura o mercado já está fervendo. Não podemos esperar para amanhã porque daqui a pouco só vamos pegar a sobra. Montar uma estrutura do elenco, com o treinador que seja para 2017. Temos de conquistar o Pernambucano ou a Copa do Nordeste, quem sabe até os dois, e, principalmente, subir para a Série A. A torcida merece muito isso”, pontuou Eduardo Henriques.

Primeiras saídas

Apesar do interesse do Náutico nas permanências de dois destaques da equipe na Série B, Igor Rabello e Rony deixarão o clube. A diretoria alvirrubra tentou negociar as renovações, porém não houve interesse das equipes de origem dos atletas. O zagueiro será utilizado pelo Botafogo no próximo ano e o Cruzeiro pretende negociar o atacante com outro time.

 

Veja também

São Paulo tem decisão contra Fortaleza de Rogério Ceni
Futebol

São Paulo tem decisão contra Fortaleza de Rogério Ceni

Lewis Hamilton conquista pole position no GP de Portugal
Fórmula 1

Lewis Hamilton conquista pole position no GP de Portugal