Páscoa não vê vantagem em decidir segundo jogo das semifinais na Arena

Zagueiro também revelou ansiedade em marcar primeiro gol com a camisa alvirrubra

Ao terminar na segunda posição do Hexagonal do Título do Campeonato Pernambucano, o Náutico garantiu a oportunidade de fazer a partida de volta das semifinais em seu reduto, na Arena de Pernambuco. Um trunfo importante para alguns, mas que foi minimizado pelo zagueiro Ewerton Páscoa. Experiências passadas no Sport e a qualidade das peças do time adversário foram levadas em conta na hora de pesar o mando de campo. Para o defensor, o benefício de decidir em casa está só no papel.

“Não vejo vantagem nenhuma de jogar em casa o último jogo. Em 2014, o Sport foi campeão disputando todas as partidas (decisivas) fora. Jogávamos primeiro na Ilha do Retiro e na volta a gente jogava com o regulamento na mão”, lembrou o zagueiro. Decidir em casa, inclusive, já foi sinônimo de decepção. “Participei de três campeonatos no Sport, ganhamos um e perdemos dois (ambos decididos na Ilha)”, completou.

Jogador de linha que mais atuou pelo Náutico nesta temporada, Páscoa ainda não conseguiu balançar as redes. Ansioso, o zagueiro já vislumbra o fim do jejum no mata-mata do Estadual.

“Os meninos até brincam comigo e com Tiago Alves lembrando que nós não fizemos gols. Mas eu digo que o gol do titulo será de um dos dois. O pessoal me procura bastante nos cruzamentos, mas geralmente quem me marca é o melhor cabeceador do outro time. Mas tenho esse desejo de fazer um gol na semifinal ou final”, declarou, elogiando o companheiro de defesa.

“Tenho uma boa amizade com Tiago fora dos gramados. Já fizemos 14, 15 jogos juntos e isso deu um entrosamento grande. Conheço a hora que ele vai sair para dar o bote. Conversamos bastante e às vezes nos comunicamos pelo olhar. Somos uma dupla que tem tudo para dar alegria ao Náutico”, apontou.

Ex-jogador do Leão, Páscoa negou que o reencontro com o antigo clube traga uma motivação extra na luta pela classificação à final do Estadual. "Não vejo gosto especial. Tenho grandes amigos lá: Magrao, Samuel, Rithely, mas na hora do jogo não tem isso. Sport tem bastante campeonato e esse Pernambucano vai ficar com a gente", frisou.

Deixando um pouco de lado o Pernambucano, o Sport enfrenta o Joinville, nesta quarta (12), pela Copa do Brasil. Além dela, o Leão ainda disputa a Copa Sul-Americana e a Copa do Nordeste. Já o Náutico tem apenas o Estadual como competição a disputar no momento. E isso, na visão de Páscoa, pode ser uma vantagem.

"Como temos apenas o Pernambucano, nosso foco é total neles. Os outros times têm mais competições, além do desgaste das viagens. Vamos procurar neutralizar o Sport, fazendo uma marcação forte e saindo rápido nos contra-ataques", finalizou.

Veja também

Leicester vence Chelsea e assume liderança provisória da Premier League
Futebol Internacional

Leicester vence Chelsea e assume liderança provisória da Premier League

CSA derrota Botafogo-SP e volta ao G4 da Série B
Futebol

CSA derrota Botafogo-SP e volta ao G4 da Série B