Paulo Henrique admite que jejum de vitória incomoda

Para o lateral-esquerdo, o Santa tem a obrigação de vencer o Central, no Arruda, pela 3ª rodada do Estadual

Lateral-esquerdo Paulo HenriqueLateral-esquerdo Paulo Henrique - Foto: Santa Cruz/Rodrigo Baltar

 

Com a derrota para o América por 2x0, no estádio Ademir Cunha, o Santa Cruz terminou a segunda rodada do Campeonato Pernambucano 2018 na última colocação (11º lugar). Mesmo sendo início de competição, o posto de lanterna traz um incômodo para o elenco e aumenta a obrigação de conquistar a primeira vitória na temporada.

“Todos que estão aqui almejam colocar o Santa Cruz na parte de cima da tabela. Incomoda a gente olhar (o clube na lanterna). Creio que somos homens para assumir os erros e assimilá-los. Chega um momento que fica vergonhoso estar dando desculpas. Precisamos buscar soluções e superar as adversidades. O que nos importa hoje é a vitória”, afirmou o lateral-esquerdo Paulo Henrique na entrevista coletiva.

Leia também: 

Daniel Sobralense segue no DM e Augusto vira dúvida  

Saída de Grafite escancara carência de 'homem gol' no Santa Cruz 

Através de carta, Grafite se despede do Santa Cruz 

Ciente da necessidade de somar os três pontos na próxima rodada do Estadual, contra o Central, na quinta-feira (25), no estádio do Arruda, o jogador minimizou a pressão, mas reconheceu que é indispensável fazer o dever de casa. Até agora, o Santa empatou duas partidas e empatou uma. 

“Temos a obrigação de vencer dentro de casa. A cobrança é algo que precisa existir porque ainda não vencemos. Vamos buscar a vitória, mas com calma, trabalho e dedicação. Não vai faltar luta”, encerrou Paulo Henrique.

 

Veja também

Filho de Victor Rangel recebe alta da UTI
Futebol

Filho de Victor Rangel recebe alta da UTI

Executivo de futebol explica modelo de trabalho que será montado no Náutico
Futebol

Executivo de futebol explica modelo de trabalho que será montado no Náutico