PC não se vê pressionado por falta de vitórias e gols

Questionado sobre a cobrança na entrevista coletiva do Santa Cruz, PC Gusmão mudou o semblante mesmo minimizando a pressão

PC Gusmão no treino do Santa Cruz, no estádio do ArrudaPC Gusmão no treino do Santa Cruz, no estádio do Arruda - Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz

 

Nos três jogos em que PC Gusmão esteve à frente do Santa Cruz, nada de gols e nenhuma vitória. Foram dois empates e uma derrota. Questionado sobre a cobrança na entrevista coletiva, o treinador mudou o semblante mesmo não se sentindo pressionado. Não foi ríspido nas suas colocações, mas procurou responder às perguntas da imprensa de forma objetiva para minimizar o mau momento. Depois de lamentar a falta de tempo para treinar o elenco, ele ganhou uma semana inteira livre antes de enfrentar o Globo/RN, na segunda-feira (14), no Rio Grande do Norte, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. “A cobrança para qualquer um que trabalha aqui é grande como em qualquer equipe. Faz parte da nossa profissão”, afirmou.
A rotina de trabalhos da semana no Arruda foi marcada por rodas de bobinho, atividades técnicas de posse de bola, treinos de finalização e de cobranças de falta, além de coletivos. Assim como o grupo, PC Gusmão atribui a seca de gols a falta de criação da equipe. Para ele, o maior calo é a armação das jogadas. Como a bola não chega com qualidade, os atacantes se queixam que têm sofrido. Inclusive, o centroavante Robert já havia reclamado do aproveitamento dos meio-campistas. Durante a semana, os jogadores do setor ofensivo participaram do treino de finalização e de cobranças de falta.
"Procuramos trabalhar dentro das necessidades do time. Fazer gols, a gente quer fazer sempre. Principalmente no último jogo (contra o Remo), nos precipitamos na tomada de decisão, principalmente na penúltima bola. Estávamos ansiosos. Poderíamos servir melhor o companheiro. Mas a gente conversou durante a semana sobre essa tomada de decisão principalmente fora de casa para que haja essa melhora”, comentou o técnico.
Na estreia de PC Gusmão no comando, o Santa não saiu do empate sem gols com o ABC/RN, na Arena de Pernambuco, pela terceira rodada da Série C. Depois, perdeu para o mesmo adversário por 1x0, no estádio Frasqueirão, em Natal, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Nordeste. No último sábado, ficou no 0x0 com o Remo/PA, no Mangueirão, em Belém, pela quarta rodada do nacional. Na entrevista coletiva, o treinador ainda lembrou da vitória sobre o Atlético/AC pelo placar de 3x1, no Arruda, mas, na ocasião, ele assistiu ao jogo dos camarotes do estádio. Quem assumiu o time interinamento foi o auxiliar técnico Adriano Teixeira, que esteve à beira do gramado naquele jogo.

Leia também: 

Santa prega controle de ansiedade e equilíbrio com PC Gusmão 

PC Gusmão é cobrado pela torcida e promete melhora do Santa 

Escalação do Santa Cruz é mantida pelo técnico PC Gusmão  

Santa ganha novas dúvidas, volta de Robert e mais novidades 

 

Veja também

Governo lança edital do Bolsa Atleta, mas torneios do fim de 2020 não valem
Esportes Olímpicos

Governo lança edital do Bolsa Atleta, mas torneios do fim de 2020 não valem

Técnico do Real Madrid Zidane testa positivo para covid-19
Futebol Internacional

Técnico do Real Madrid Zidane testa positivo para covid-19