PCR lança Bolsa Atleta para alunos da Rede Municipal

Cento e nove alunos/atletas da Rede Municipal da capital pernambucana já estão sendo contemplados com o projeto

PCR lança projeto Bolsa Atleta PCR lança projeto Bolsa Atleta  - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Inspirado no programa Bolsa Atleta do Governo do Estado, que contempla atletas pernambucanos de alto rendimento, a Prefeitura do Recife (PCR) lançou, na manhã desta sexta-feira (3), o Bolsa Atleta Recife. O lançamento aconteceu na Escola Municipal Antônio de Brito Alves, localizada no bairro da Mustardinha. Alunos/atletas da Rede Municipal de Ensino da capital pernambucana serão beneficiados com o projeto. Já são 109 atletas benefeciados, que conquistaram o direito em 2018. Os valores variam entre R$ 300 e R$ 500.

A iniciativa gerenciada pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer (Seturel) pagará bolsas mensais, com duração de um ano, para atletas e paratletas entre 12 e 17 anos de idade. Ganha a bolsa, aqueles atletas com bons resultados nos Jogos Escolares do Recife, Jogos Escolares de Pernambuco (JEPs) e no Recife Esportes de Rendimento. Este último é uma ação da PCR com o objetivo de preparar atletas para competir em alto nível. Presente no lançamento do Bolsa Atleta Recife, o prefeito Geraldo Júlio falou da importância do projeto para os estudantes da Rede Municipal.

"A partir de agora, o impacto deste projeto será enorme. São 90 mil alunos na nossa Rede Municipal. Acredito que a maioria deles vão querer ganhar uma bolsa como esta que estamos lançando. Isso faz com que nossos adolescentes se dediquem ainda mais aos estudos e à prática esportiva. A  consequência que tudo isso envolve, é que possam se tornar cidadãos ainda melhores", falou Geraldo Júlio.

Bicampeã pan-americana e medalhista de bronze em Londres 2012, Yane Marques acredita que o projeto será um divisor de águas na vida dos jovens recifenses. Ela pede que a gurizada possa aproveitar as oportunidades. "No meu tempo era diferente. Hoje, para a felicidade deles, a realidade é outra. Hoje se vive de esporte, e isso é mais um estímulo para que possam ser atletas. Este início tem que ser um trampolim para eles alcançarem os próprios objetivos", declarou a secretária executiva de esportes da Prefeitura do Recife.

Com apenas 16 anos, Ruan Pablo já enxerga no Bolsa Atleta Recife uma forma de poder alçar voos maiores na vida. Atleta de vôlei da Escola Municipal Antônio de Brito Alves, ele acredita que "esse Bolsa Atleta vai ajudar muito", pois agora poderá comprar itens necessários para seguir no esporte. Morador do bairro da Ilha do Retiro, ele também já pensa no futuro.

"Quero aproveitar esta oportunidade para dar meu máximo. Quem sabe um dia eu dispute um Pan, ou até mesmo uma Olimpíada. Meu sonho é ser um atleta de alto nível para poder ajudar minha família", disse um dos 109 contemplados pelo projeto.

Na categoria Estudantil Municipal, o programa beneficiará com R$ 300 os estudantes da Rede Municipal de Ensino que conquistarem medalha de ouro nos Jogos Escolares do Recife; já a categoria Estudantil Estadual destinará R$ 400 mensais aos estudantes da Rede Municipal de Ensino que ganharem medalha de ouro e prata nos JEPs.

Por sua vez, a modalidade Atleta Recife pagará R$ 500 mensais para atletas/paratletas que participem do programa Recife Esportes de Rendimento e conquistem medalhas em competições oficiais reconhecidas pela entidade nacional de administração de desporto.

Veja também

Internacional vence sexta seguida e fica a um ponto do líder São Paulo
Campeonato Brasileiro

Internacional vence sexta seguida e fica a um ponto do líder São Paulo

Presença de atletas formados na base cresce 25% em Brasileiro na pandemia
Futebol

Presença de atletas formados na base cresce 25% em Brasileiro na pandemia