Pela camisa, por amor e para ajudar os cofres do Santa Cruz

Durante toda a competição, não foram poucas as vezes que a diretoria afirmou “esperar mais da torcida”.

Clube tem explorado campanha para que torcedor compareça ao ArrudaClube tem explorado campanha para que torcedor compareça ao Arruda - Foto: Anderson Stevens/arquivo folha

 

O Arruda será palco, no próximo domingo, de um confronto entre o Santa Cruz e o América/MG. A partida, válida pela 34ª rodada da Série A, colocará frente a frente as duas piores equipes da competição. Diante deste cenário, surge a dúvida: existe motivação para o torcedor tricolor ir para o estádio? Através das mídias sociais, o próprio clube coral tem explorado o slogan “É pela camisa. É por amor.” para divulgar informações em relação à venda de ingressos. Durante toda a competição, não foram poucas as vezes que a diretoria afirmou “esperar mais da torcida”.

O Santa Cruz tem o pior aproveitamento dentro de campo entre os demais concorrentes do Brasileirão... e nas arquibancadas, o desempenho será o mesmo?
Não é bem assim. Se a presença de público fosse determinante para apontar a posição de cada equipe na tabela de classificação do Brasileiro, o Santa Cruz estaria na 14ª colocação. Ou seja, a briga tricolor seria por uma vaga na Copa Sul-Americana, com uma média de 9.290. A taxa de ocupação do Arruda é de 16%. Atrás dos corais estão: Fluminense (7.670), Chapecoense (7.486), Botafogo (6.906), Figueirense (6.873), Ponte Preta (5.269) e América/MG (3.387). Para amanhã, no feriado de Finados, a diretoria coral já afirmou que as bilheterias do Arruda estarão abertas até as 13h. Além disso, os preços estão entre R$ 5 (para sócios) e R$ 10.
Ontem, a Folha de Pernambuco abriu uma enquete com a seguinte pergunta: “Torcedor coral, qual a sua motivação para apoiar o Santa no Arruda nesta reta final de Brasileirão?”. Até as 20h, 100 votos haviam sido computados e 90% votaram na opção “Ajudar a pagar as dívidas” e 10% escolheram “Mostrar incentivo ao time”.

A agremiação deve três meses de salários para os atletas e comissão técnica, além de cinco para os funcionários - que chegaram a anunciar uma greve no meio da semana passada.
Leilão
Marcado para 7 de novembro, o leilão do estádio do Arruda está próximo de ser cancelado. De acordo com o vice-presidente jurídico do Santa Cruz, Eduardo Lopes, o clube já está em negociações avançadas com o advogado que representa a ação movida em nome do espólio de Carlos Cezar Machado Batista, conhecido como Cezar Baiano, ex-jogador do tricolor que morreu em 2013. O débito do Santa com o ex-jogador é de R$ 270 mil.

Livro
O livro “Santa Cruz de Corpo e Alma” é finalista do Prêmio Fernando Pini 2016, na categoria livros institucionais. Outras quatro publicações concorrem à honraria, que será divulgada em 22 de novembro. “Recebemos a notícia com uma surpresa muito grande, acompanhada de uma enorme alegria. Para o Santa Cruz, estar entre os finalistas de uma premiação literária, é um privilégio”, afirmou o ex-presidente coral João Caixero, um dos idealizadores e organizadores do livro. A obra, dividida em três volumes, conta com 1.200 páginas escritas e ilustradas, incluindo depoimentos, artigos, documentos e 2.033 fotos.

 

Veja também

Velejadores disputam XXI Campeonato Pernambucano de Dingue em Maria Farinha
Vela

Velejadores disputam XXI Campeonato Pernambucano de Dingue em Maria Farinha

Você não é o Zlatan, diz Ibrahimovic em campanha de combate à Covid-19
Coronavírus

Você não é o Zlatan, diz Ibrahimovic em campanha de combate à Covid-19