Pep volta a apostar em Agüero em revanche contra o Barça

O Manchester City foi goleado pelos espanhóis por 4 a 0 há duas semanas

Ronnie entregou relatório com sugestões na área de segurança para a Secretaria de Defesa SocialRonnie entregou relatório com sugestões na área de segurança para a Secretaria de Defesa Social - Foto: Flávio Japa/Arquivo Folha de Pernambuco

Duas semanas depois da surra monumental no Camp Nou (4-0), o Manchester City volta a enfrentar o Barcelona nesta terça-feira, desta vez na Inglaterra, e com o argentino Sergio Agüero praticamente garantido entre os titulares pela quarta rodada da Liga dos Campeões. No retorno de Pep à Catalunha, 'Kun' começou no banco e jogou apenas dez minutos, assistindo ao show de bola do compatriota e amigo Lionel Messi, autor de três gols e um passe para o outro, marcado por Neymar.

O resultado deixou o Barça em situação muito confortável: com 100% de aproveitamento, os comandados de Luis Enrique podem garantir a vaga antecipada com um empate em Manchester. O City precisa de um bom resultado para não correr risco de ser ultrapassado pelo Borussia Moenchengladbach, que tem um ponto a menos (4 contra 3) e recebe o lanterninha Celtic.

"Não será uma final para eles, mas para nós. Ainda temos três jogos pela frente, mas deixamos dois pontos no caminho diante do Celtic (empate em 3 a 3, na segunda rodada) e temos que recuperá-los", avisou Guardiola.

Kundogan x MSN

Para isso, o treinador volta a apostar no faro de gol de Agüero, que acabou com um jejum de mais de um mês sem balançar as redes ao deixar sua marca duas vezes na vitória por 4 a 0 sobre West Bromwich. O triunfo encerrou uma série amarga de seis jogos sem vitória dos 'Citizens', que conseguiram se manter na liderança da Premier League. O argentino não brilhou sozinho: contou com a ajuda valiosa do recém-contratado alemão Ilkay Gundogan, também autor de dois gols.

O entrosamento entre os dois mostrou o potencial da dupla 'Kundogan', que terá a dura tarefa de ser o contrapeso do poder de fogo do trio 'MSN' (Messi, Suárez e Neymar). "Acho que 'Kun' vai jogar, mas não vou dizer em que posição", antecipou Pep depois da goleada sobre o West Brom, deixando entender que não descarta mudanças no esquema tático. "É possível que a forma de pressionar seja diferente, a construção das jogadas, muita coisa... Gostaria de ver o time atuar em alto nível. Sabemos que temos que fazer o jogo praticamente perfeito", reconheceu o treinador do time inglês.

Apesar das forte críticas recebidas por ter deixado 'Kun' no banco no Camp Nou, Guardiola voltou a defender sua escolha. "Eu queria ter um jogador a mais no meio, para ter mais controle, com jogadores se projetando para a área, e não fixos dentro dela. Foi uma decisão tática", argumentou.

'Precisamos dele'

De acordo com a imprensa britânica, o relacionamento entre o argentino e o técnico espanhol não é das melhores, apesar do tom conciliador usado por Pep nas entrevistas. "Ele faz parte da história desse clube para sempre, mas eu gostaria de ajudá-lo. Ele ainda pode escrever as páginas mais brilhantes deste clube. É um dos melhores do mundo, mas gostaria de ajudá-lo a se tornar ainda melhor", disse Guardiola recentemente. "Precisamos dele", insistiu o treinador nesta segunda-feira. "Sem ele, não podemos alcançar nossos objetivos. É impossível", resumiu. "É um dos melhores atacantes do mundo", concordou o espanhol Nolito, escalado no lugar dele no Camp Nou. "Tomara que esteja em um desses dias inspirados e que faça muitos gols", completou.

Ou seja: o City precisa de um Agüero em dia de Messi para tentar acabar com a invencibilidade do Barça na Champions e dar o troco da derrota humilhante sofrida na última rodada. Na posição de goleiro, o time inglês terá que confiar em outro argentino, Wilson Caballero, substituto do chileno Claudio Bravo, suspenso por conta da expulsão causada por uma falha infantil contra seu ex-clube.

Veja também

Com classificação encaminhada, Martelotte garante seriedade: "Não vamos relaxar nem desconcentrar"
Santa Cruz

Com classificação encaminhada, Martelotte garante seriedade: "Não vamos relaxar nem desconcentrar"

Santa Cruz vence Botafogo/PB por 1 a 0 e alcança marca histórica de 27 pontos na competição
Série C

Santa Cruz vence Botafogo/PB por 1 a 0 e alcança marca histórica