Pernambucana fatura oito pódios em Sul-Americano

Nadadora Clarissa Rodrigues, de 17 anos, foi um dos destaques do Brasil na campanha em Cali, na Colômbia

Clarissa Rodrigues, nadadora pernambucana do Sesi/SPClarissa Rodrigues, nadadora pernambucana do Sesi/SP - Foto: Cortesia

A pernambucana Clarissa Rodrigues, que nada pelo Sesi/SP, foi um dos destaques da delegação brasileira que disputou o Sul-Americano de Natação Juvenil, encerrado no sábado (22), em Cali, na Colômbia. Embora seja hegemônico no evento, vencendo há duas décadas a classificação final, o Brasil superou, pela primeira vez, a barreira das 100 medalhas, conquistando um total de 107 (.46 de ouro, 37 de prata e 24 de bronze). O recorde anterior do Brasil era do Sul-Americano 2015, em Lima, no Peru, com 92 medalhas. O recorde de ouros, entretanto, não foi batido. No último Sul-Americano foram 54 vitórias, oito a mais do que este ano.

Clarissa, que começou a nadar pelo Sport Recife e está em São Paulo há mais de dois anos, esteve presente em oito pódios da categoria Juvenil B, sendo cinco individuais e três em revezamentos. Foi campeã nos 100 metros livre (56s81) e nos 100 metros borboleta (1min01s14), além dos revezamentos 4x100 metros livre feminino, livre misto e medley feminino; e ficou com a prata nos 200 metros medley (2min19s81), nos 50 metros borboleta (27s96) e nos 50 metros livre (26s75). O próximo compromisso de Clarissa será no Troféu Maria Lenk – Campeonato Brasileiro, entre os dias 2 e 6 de maio, no Rio de Janeiro.

Veja também

Retrô recebe da CBF certificado de clube formador
Futebol

Retrô recebe da CBF certificado de clube formador

Chapas lançam candidaturas à presidência do Santa Cruz
Futebol

Chapas lançam candidaturas à presidência do Santa Cruz