Pernambucanas começam bem o Brasileiro

Agnes e BJ colégio e curso venceram as primeiras partidas e dão passo importante na competição

Mário Ramirez diz que disposição das jovens faz a diferença nas disputasMário Ramirez diz que disposição das jovens faz a diferença nas disputas - Foto: Divulgação

As equipes pernambucanas começaram com o pé direito na disputa da sexta edição do Campeonato Brasileiro de Basquete Escolar, que está sendo realizado nas quadras da Universo, na Imbiribeira, e do Centro Esportivo do Salesiano, na Boa Vista. Com 48 equipes masculinas e femininas de todos os Estados do Brasil mais o Distrito Federal, o torneio se estende até o próximo sábado.

Nesta primeira fase, as equipes foram sorteadas em oito grupos com três times, a disputa acontece entre as equipes de cada grupo em turno único, com três jogos por grupo, totalizando vinte e quatro partidas. Únicas equipes femininas representantes do Estado no Campeonato, Agnes e BJ Colégio e Curso saíram vitoriosas nos primeiros dias de competição e mostraram por que estão cada vez mais fortes na modalidade.

No segunda de dia de disputas, a bola subiu para o colégio Agnes, do Recife, e para o Colégio Militar de Salvador/BA. Aproveitando os erros na defesa adversária, a equipe pernambucana se impôs em quadra e ficou com a vitória pelo placar de 47x11. O destaque foi a pivô de 15 anos, Eduarda Oliveira. Além de cestinha da partida, ela anotou o maior número de rebotes. Enquanto o BJ Colégio e Curso foi a equipe com o maior número de pontos convertidos na rodada. Jogando em casa, as meninas fizeram um jogo relativamente fácil contra Alagoas e encerraram a partida em 79x17.

“Jogamos com muita intensidade na defesa e conseguimos fazer muitos pontos de contra-ataque. Foi uma estreia excelente, tendo em vista a baixa idade das nossas atletas, suportamos a pressão do primeiro jogo muito bem”, comentou o técnico do Agnes, Mário Ramirez.

Na tarde de ontem, o Agnes voltou à quadra do Centro Esportivo do Salesiano, desta vez diante do colégio Farias Brito Central, do Ceará. Pelo placar de 56x21, as meninas conquistaram mais um triunfo na competição.

O treinador voltou a destacar a pouca idade e a dedicação das atletas como um dos principais fatores para o avanço da equipe no certame e para o rendimento técnico das jogadoras. “O nosso grupo é extremamente jovem. A competição é sub 18 e nossa equipe é formada por 2 atletas de 17 anos e as demais de 15, portanto temos um elenco muito novo. Nosso objetivo é ir atrás de bons resultados e tentar pegar o máximo de experiência possível. A pouca idade e inexperiência serão recompensadas com muita disposição e vontade”, finalizou Ramirez.

Veja também

Perto de fechar com RB Bragantino, Maycon Cleiton não encara o Itabaiana
Futebol

Perto de fechar com RB Bragantino, Maycon Cleiton não encara o Itabaiana

Retrô recebe da CBF certificado de clube formador
Futebol

Retrô recebe da CBF certificado de clube formador