Esportes

Polêmica sobre torcida única faz STJD suspender Goiás x Corinthians

O objetivo era evitar brigas entre torcedores de Esmeraldino e Timão, "que possuem histórico de grande rivalidade"

Segundo o Ministério Público, em nota, o objetivo era evitar brigas entre torcedores de Esmeraldino e Timão, "que possuem histórico de grande rivalidade"Segundo o Ministério Público, em nota, o objetivo era evitar brigas entre torcedores de Esmeraldino e Timão, "que possuem histórico de grande rivalidade" - Foto: Hely Maia / Goiás E.C.

Leia também

• Corinthians e Flamengo ficam no empate e deixam decisão em aberto

• Sérvia bate Brasil e é bicampeã do Mundial de Vôlei Feminino

• Tottenham vence Everton e se consolida na terceira posição da Premier League

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do Futebol, Otávio Noronha, suspendeu a partida entre Goiás e Corinthians, que seria realizada neste sábado (15), às 19h (horário de Brasília), no Estádio da Serrinha, em Goiânia, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. A decisão foi tomada após o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), acatando um pedido do Ministério Público do estado (MPGO), determinar que o jogo fosse disputado somente com a torcida mandante nas arquibancadas.

A polêmica começou no último dia 6 de outubro, quando a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), atendendo a uma recomendação do MPGO, determinou torcida única. Segundo o Ministério Público, em nota, o objetivo era evitar brigas entre torcedores de Esmeraldino e Timão, "que possuem histórico de grande rivalidade".

Outra razão, também conforme o órgão, dizia respeito ao estádio goiano não ter "vias de acesso exclusivo e seguro" para o público visitante.

O Corinthians conseguiu, na última quinta-feira (13), que o STJD deferisse a liminar e liberasse a venda de ingressos à torcida alvinegra. Foi a vez do MPGO recorrer e obter junto ao TJGO, na madrugada deste sábado, a proibição da presença de visitantes. O Goiás, então, suspendeu a comercialização dos bilhetes aos torcedores corintianos.

"Assim é que, determinado pela Justiça Comum, que a torcida visitante não poderá, no jogo marcado para hoje [sábado], ingressar no estádio, não cabe a esta Justiça Desportiva, determinar que o Goiás e a CBF ajam em desconformidade com a ordem judicial. De outro giro porém, é da responsabilidade deste STJD, zelar em última ratio, pela ordem desportiva e pelo equilíbrio das competições, de forma que, a única medida proporcional e adequada para tanto, diante da moldura que se revela, é a determinação da suspensão da realização da partida, para que outra, oportunamente seja designada pela entidade de organização do desporto, em condições de que o jogo possa ser realizado sem o vilipendio dos princípios que se precisa preservar", diz trecho da decisão assinada por Noronha.

Os clubes se manifestaram pelo Twitter. O Goiás informou que "comunicará, nos próximos dias, a forma de reembolso dos valores, ou reaproveitamento para a data remarcada, referente aos ingressos adquiridos por torcedores". Já o Corinthians disse que reforça "sua posição intransigente na luta permanente por seus direitos e pela presença da Fiel Torcida em todos os jogos da equipe, por qualquer competição".

Veja também

Cristiano Ronaldo faz gesto obsceno após torcida rival entoar nome de Messi na Arábia Saudita; veja
Futebol Internacional

CR7 faz gesto obsceno após torcida rival entoar nome de Messi na Arábia Saudita; veja

Inter marca nos acréscimos, derrota Grêmio e garante a melhor campanha no Gaúcho
Futebol

Inter marca nos acréscimos, derrota Grêmio e garante a melhor campanha no Gaúcho