Polícia da Colômbia investiga ameaças a meia expulso

Carlos Sánchez colocou a mão na bola para impedir finalização do Japão e foi expulso na estreia da Colômbia

Carlos Sánchez foi expulso no jogo de estreia da ColômbiaCarlos Sánchez foi expulso no jogo de estreia da Colômbia - Foto: Filippo Monteforte/AFP

Expulso aos três minutos do primeiro tempo na derrota da Colômbia por 2x1 para o Japão, na terça-feira (19), o meia Carlos Sánchez teria recebido ameaças nas redes sociais. Segundo informações da BLUE Radio, emissora colombiana, a polícia investiga o caso. "É melhor não voltar para a Colômbia porque a morte te espera, tem 24 horas para levar sua família ou se arrependerá", escreveu um usuário ao jogador no Twitter.

Leia também:

Japão surpreende a Colômbia na abertura do Grupo H

O colombiano levou o cartão vermelho direto após interceptar com a mão uma finalização do meia japonês Shinji Kagawa. O árbitro da partida ainda anotou pênalti, convertido em gol pelo atleta do Japão. Sánchez tem 32 anos e 81 jogos com a camisa da seleção da Colômbia. Ele jogou a última temporada pelo Espanyol, da Espanha.

Em 1994, o zagueiro colombiano Andrés Escobar foi morto após discussão em um bar de Medellín. Ele fez um gol contra na derrota por 2x1 para os Estados Unidos. A Colômbia foi eliminada do Mundial daquele ano ao perder duas partidas e vencer apenas uma.

Veja também

Conselho escolhe presidente interino; formato da próxima eleição segue indefinido
Futebol

Conselho escolhe presidente interino; formato da próxima eleição segue indefinido

Tite elogia trabalho de Hélio dos Anjos no Náutico
Futebol

Tite elogia trabalho de Hélio dos Anjos no Náutico