Polícia investigará Cazares por crime contra saúde pública

Diagnosticado com Covid-19, o meia-atacante organizou festas em sua residência em um condomínio de Lagoa Santa

Juan Cazares, jogador do Atlético/MGJuan Cazares, jogador do Atlético/MG - Foto: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

A Polícia Civil de Minas Gerais vai abrir um inquérito sobre o equatoriano Juan Cazares, meia-atacante do Atlético-MG, por suposto crime contra a saúde pública. Diagnosticado com Covid-19, o meia-atacante organizou festas em sua residência em um condomínio de Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte, em meio à pandemia do novo coronavírus.

O delegado Flávio Rabello Teymeny confirma o início das investigações por parte da instituição. "As informações que nós tivemos foram hoje [2]. A gente realmente vai apurar, vai entrar em contato com o condomínio, descobrir os dias [em] que aconteceram as festas. Tem um decreto vigente da Prefeitura [de Belo Horizonte] que proíbe essas festas. Há a sanção administrativa. Ele chegou a ser multado", disse à reportagem.

"Na seara criminal, existem os crimes contra a saúde pública. O jogador foi testado positivo para o novo coronavírus. Há algumas tipificações do crime contra a saúde pública", acrescentou.

O jogador pode ser tipificado no artigo 268 do Código Penal, que fala sobre "infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa". Cazares pode ficar detido de um mês a um ano e receber multa em caso de condenação.

"Pelo que estamos vendo, ele se enquadraria no artigo 268 do Código Penal. Então, assim, a gente vai verificar. Vai ser instaurado sim um procedimento investigativo criminal para verificar a conduta dele para saber se será uma conduta penal ou não", comentou.

Leia também:
Mesmo com volta de treinos agendada, futebol pernambucano segue com cenário incerto
Empresários driblam proibição e criam futebol sem contato físico no PR; veja vídeo


"Esse artigo 268, se realmente for só ele, às vezes, ele pode ser tipificado em outro artigo, mas somente esse artigo prevê pena de um mês a um ano, além de uma multa, sem prejuízo da multa administrativa que já foi aplicada", completou.

A informação sobre as confraternizações realizadas pelo equatoriano foi divulgada pelo Globoesporte.com e confirmada pela reportagem com as autoridades do município. Foram ao menos quatro festas em meio à quarentena para evitar a propagação do novo coronavírus.

Cazares foi diagnosticado com a doença após se submeter a exames médicos na última sexta-feira (29). O resultado da avaliação foi divulgado pelo Atlético-MG na noite do último domingo (31).

Veja também

“Grande Copa do Mundo”, diz Ventura sobre reta final do Sport na Série A
Futebol

“Grande Copa do Mundo”, diz Ventura sobre reta final do Sport na Série A

Japão crê que será difícil realizar Jogos Olímpicos, diz jornal
Olimpíada

Japão crê que será difícil realizar Jogos Olímpicos, diz jornal