A-A+

Ponto forte no Estadual, ataque do Sport emperra na Série B

Sob o comando de Guto Ferreira, o ataque marcou 16 gols apenas nos cinco primeiros jogos. Na Segundona, são apenas dois em três jogos.

Treinador do Sport, Guto Ferreira busca reativar ataque leonino. Treinador do Sport, Guto Ferreira busca reativar ataque leonino.  - Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

O grande trunfo do treinador Guto Ferreira era o pode de ataque que ele conseguiu extrair assim que chegou. Se a equipe era um pouco “amarrada” com Milton Cruz, que chegou a utilizar esquemas com três volantes, o novo comandante rubro-negro chegou colocando o time pra frente, com o ataque passando a ser a grande prioridade.

Nos cinco primeiros jogos do Leão sob o comando de Guto, foram 16 gols marcados, uma incrível média de mais de três gols por partida. Na final do Estadual, diante do Náutico, os primeiros sinais de queda de aproveitamento, com um gol anotado em cada jogo. Na primeira partida, muitas situações criadas. Na segunda, na Ilha do Retiro, nem isso.

Leia também:
Sport completa 114 anos nesta segunda-feira
Guto Ferreira se diz triste por empates do Sport na Série B
Sport empata terceira seguida e segue sem vencer na Série B
Em nova chance, Juninho renova contrato até 2021 com o Sport

Neste começo de Série B, já são três partidas e apenas dois gols marcados, ambos por Hernane Brocador. E dessas três partidas, apenas diante do Bragantino o Leão criou chances e se movimento bem. Diante de Oeste e Figueirense, coincidentemente ambos na Ilha do Retiro, a equipe pouco criou.

Dos atletas que estavam como titulares no Estadual, apenas Luan continua fora por lesão. Para encarar o América/MG, neste domingo (19), o atacante deve continuar fora, já que permanece tratando de uma lesão no Tendão de Aquiles.

Veja também

Florentín lamenta erros e queda anímica do Sport em derrota para o Atlético-MG
Insatisfeito

Florentín lamenta erros e queda anímica do Sport em derrota para o Atlético-MG

Em nota, Roberto Fernandes lamenta rebaixamento: "os problemas foram maiores"
Santa Cruz

Em nota, Roberto Fernandes lamenta rebaixamento: "os problemas foram maiores"