Portal da transparência é lançado incompleto pelo Santa Cruz

Santa Cruz cria portal da transparência para divulgar as receitas e os custos do clube, mas ainda falta alimentar tópicos informativos para a torcida

Estádio do Arruda, campo de jogo do Santa CruzEstádio do Arruda, campo de jogo do Santa Cruz - Foto: Arthur Mota/Arquivo Folha

O Santa Cruz divulgou na última sexta-feira o portal da transparência (http://transparencia.santacruzpe.com.br/) para a torcida. O site, que seria lançado no mês de abril, está inacabado e ainda vai passar por atualizações. Segundo o clube, as abas da página serão alimentadas permanentemente: “Cumprindo o compromisso de disponibilizar as informações relativas à administração e gestão financeira do Santa Cruz, está acessível o site da transparência.”

Leia também: 

Santa Cruz prepara lançamento do portal de transparência 

Por transparência, Santa monta apresentações financeirasPor transparência, Santa monta apresentações financeiras 

Transparência e renovação para equacionar dívidas 

O portal da transparência é dividido em seis tópicos: financeiro (demonstrativo financeiro de 2015,2016 e 2017), normativos (estatuto do clube), programa de sócios (resultado de cada mês), Timemania (demonstrativo de classificação), CT (demonstrativo de doações) e borderôs. Desses, apenas os dois primeiros podem ser abertos para visualização. Já os outros estão com o aviso “em breve”.
Ao assumir a presidência, Constantino Júnior prometeu transparência em sua gestão de três anos (2018-20) à frente do Santa Cruz. Apesar do lançamento do site, a torcida ainda cobra o valor da venda de quatro jogadores: meias João Paulo e Raniel e atacantes Keno e André Luís.

 

Veja também

Manchester City oficializa sua retirada do projeto da Superliga
Futebol

Manchester City oficializa sua retirada do projeto da Superliga

Superliga europeia fica ameaçada de ruir dois dias após ser criada
Futebol Internacional

Superliga europeia fica ameaçada de ruir dois dias após ser criada