Português e Sport tentam mudar retrospectiva na Liga Nacional de Handebol

Times pernambucanos estreiam na competição com um olhar de superar velhos adversários e com o objetivo de avançar à segunda fase da Liga

Equipes visam começar com pé direito e avançar à segunda fase da Liga Nacional de HandebolEquipes visam começar com pé direito e avançar à segunda fase da Liga Nacional de Handebol - Foto: Divulgação/Márcio Bezerra

A equipe de handebol do Clube Português/Aeso do Recife estreia nesta terça-feira (17) na Liga Nacional de Handebol 2019. O tradicional time pernambucano entra em quadra às 19h, no Ginásio Tenente Madalena, em Maceió, Alagoas para encarar o Confiança/SE, em jogo que abre a rodada da Regional Nordeste do torneio. O Sport, outro representante do Estado na competição, faz seu primeiro jogo nesta quarta-feira diante do CRB/AL.

Algumas edições atrás, a Liga Nacional de Handebol foi reformulada e passou a contar com um formato de seletivas regionais. Primeiro a competição é dividida e disputada entre os times de cada região. A primeira fase da Regional Nordeste conta com cinco times: Confiança/SE, Português, Sport, CRB/AL e Associação Beneficente GHC/PI, atual bi-campeão da conferência. As duas primeiras equipes da chave, enfrentam o campeão das regiões Norte e Centro-Oeste. O time vencedor, entre as três conferências, passa direto ao Final Four - semifinal do torneio - para enfrentar os classificados da regional Sul e Sudeste.

Leia também:
Handebol: Brasil ganha bronze, mas não vai a Tóquio-2020
Sport e Português decidem título estadual de handebol
Português/Aeso está na semifinal do Brasileiro de Handebol

Pernambuco está com o ‘queijo e a faca’ para garantir bons jogos na competição mais importante do handebol brasileiro. Embora seja o atual vice-campeão da regional Nordeste, no ano passado o Português não conseguiu a classificação para as semis e amargou mais um ano sob o dilema de nunca ter avançado ao Final Four da competição. Realidade essa, que aliás, é comungada por todas as equipes de handebol do Nordeste. “É um campeonato muito difícil. A fase do Nordeste é muito difícil. Nós nunca conseguimos ganhar essa fase. Mas este ano a gente vai com uma equipe mais forte, mais preparada”, enfatizou o técnico do Português, Felipe Rego Barros.

Para mudar o cenário de tropeços na segunda fase, uma das apostas do time luso é o armador esquerdo, Guilherme Rosa, atleta experiente na Liga Nacional e jogador com passagens pela seleção brasileira.

O Sport, por outro lado, tenta se consolidar entre os primeiros clubes do Nordeste. Ao contrário do Português, na edição passada da Liga, a equipe comandada por Márcio Bezerra não conseguiu a classificação para a segunda fase, quando terminou em terceiro lugar, atrás do rival pernambucano. “Nosso objetivo é garantir uma dessas primeiras vagas e avançar à segunda fase, que vai servir de preparatório também para o Campeonato Brasileiro, em novembro”, garantiu o técnico do time rubro-negro.


Veja também

Contemplado por Lei de Incentivo, Cesta dos Sonhos ganha maior amplitude
Basquete

Contemplado por Lei de Incentivo, Cesta dos Sonhos ganha maior amplitude

Andrés diz que o goleiro Cássio fica no Corinthians
Futebol

Andrés diz que o goleiro Cássio fica no Corinthians