Português/Aeso mira êxito na Liga, a 'cereja do bolo'

Pernambucanas iniciam principal competição de handebol do País sonhando beliscar medalha para coroar temporada

Time busca em SP primeiro título da Liga Nacional   Time busca em SP primeiro título da Liga Nacional  - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O time de handebol feminino do Clube Português/Aeso estreia nesta quinta-feira na fase final da Liga Nacional 2019, que acontece em São Paulo, com a presença das seis equipes de melhor campanha após a etapa regional. A estreia das representantes de Pernambuco no principal certame do País na modalidade é contra a UNIP/SBC/SP, às 17h, em confronto válido pelo Grupo B, que conta ainda com o UNC/Concórdia/SC. Os adversários, inclusive, levaram atletas do elenco luso que jogou a Liga Nacional em 2018 - Andrezza Paizinho foi para a UNIP e Jamilly Felix para o Concórdia.

Apesar dessas perdas, o técnico Cristiano Rocha vem em uma temporada positiva, com o 12º título estadual e o 10º nacional, conquistados recentemente. Agora, quer manter o embalo para realizar uma campanha melhor do que a do ano passado na Liga, quando terminou a fase final na quarta posição geral. “É um grupo difícil, mas penso que nesse nível não tem muito como escolher adversário, pois o nível é alto entre todos os classificados. Nossa meta é buscar uma medalha, mesmo sabendo que não somos favoritos a esse posto”, comentou o treinador, que viajou com um elenco composto por 16 atletas, com média de idade de 22 anos. Entre elas está o trio Fernanda Lima, Camila Maia e Maria Graziely, que neste ano viveu a experiência de defender a seleção brasileira de base.

Leia também:
Português/Aeso conquista dobradinha no Handebol
Português/Aeso conquista o bronze no Paraguai
Português/Aeso conquista medalha de prata no Brasileiro de Handebol

“Acredito que este foi um ano muito bom para o clube. Ganhamos tudo que disputamos. A conquista da Liga Nacional seria o maior presente que poderíamos receber em 2019. Sabemos das dificuldades, mas no que depender da entrega e da superação em quadra, ninguém vai nos superar”, afirmou a ponta Fernanda Lima. Outra peça importante do time é a central Talita Cibele, que esteve fora do último compromisso do time, mas estará de volta à titularidade durante a Liga. Com ela, o Português/Aeso pode explorar uma das suas principais armas, a velocidade no jogo de transição da defesa para o ataque, além de maior precisão na armação das jogadas.

“Temos como ponto forte essa velocidade no jogo de transição e o entrosamento, por ser um elenco que joga junto desde as categorias de base. Nos preparamos bem, de acordo com nossas possibilidades”, pontuou Cristiano Rocha, que comemorou os frutos da temporada. “Mostra que estamos no caminho certo e que, com incrementos estruturais e mais investimento, podemos chegar mais longe.” Apesar dos resultados que vêm sendo registrados na última década e do fato de ser uma referência do Nordeste entre as principais forças do handebol nacional, o Português/Aeso não conta com parceiros fixos, o que ainda amarra o trabalho e impede o time de deslanchar.

Formato
A fase final da Liga 2019 começará com dois grupos. No A estão Pinheiros/SP, Blumenau/SC e Força Atlética/GO, enquanto o B é composto por Português/Aeso/PE, UNIP/SBC/SP e UNC/Concórdia/SC. Os times jogarão entre si em seus respectivos grupos e, após concluída essa fase, os primeiros colocados de cada grupo disputarão a final, os dois segundos jogarão pelo terceiro lugar e os dois terceiros farão um duelo pela quinta posição.

 

Veja também

Saiba onde e como assistir Santa Cruz x Brusque/SC
Santa Cruz

Saiba onde e como assistir Santa Cruz x Brusque/SC

Náutico encara a Ponte Preta pela Série B; acompanhe o lance a lance
Série B

Náutico encara a Ponte Preta pela Série B; acompanhe o lance a lance