A-A+

Português/Aeso sagra-se hepta brasileiro de handebol juvenil

A final foi tão disputada, que o Português/Aeso não conseguiu, em momento algum, abrir mais de quatro pontos no placar.

Equipe realizou ótima campanha no torneioEquipe realizou ótima campanha no torneio - Foto: Divulgação

O Clube Português/Aeso é heptacampeão brasileiro de handebol juvenil feminino. O título foi alcançado neste final de semana, após o time pernambucano ter vencido o Balcan, de Santa Catarina, em uma final eletrizante, na casa do adversário. As lusas fizeram história mais uma vez com o placar apertado de 23x21, com uma verdadeira aula de handebol, de qualidade não apenas técnica, mas também psicológica. Nem a pressão da torcida foi capaz de desconcentrar o time do técnico Cristiano Rocha, que ainda contou com duas atletas na seleção da competição, sendo elas a ponta Fernanda e a armadora Pereira.

“Foi um jogo incrível. Sabíamos que teríamos dificuldade, que se conquistássemos o título seria com um placar apertado, como foi. Isso porque a gente tinha perdido para esta mesma equipe na primeira fase. Na verdade foi nossa única derrota. Mas aprendemos com a derrota”, afirmou o técnico Cristiano Rocha.

Leia também:
Português/Aeso conquista o octa brasileiro de handebol
Português/Aeso garante vaga na Liga Nacional pela 1ª vez

A final foi tão disputada, que o Português/Aeso não conseguiu, em momento algum, abrir mais de quatro pontos no placar. O primeiro tempo terminou 11x09. No segundo, as lusas abriram os quatro gols de diferença, mas viram as donas da casa crescer e encontrarem. “Nosso diferencial foi mesmo saber jogar na adversidade. Entramos em quadra sabendo o que precisaríamos fazer e fizemos. As meninas foram perfeitas”, fichou Cristiano Rocha.

Além do título deste ano, o time luso conquistou os troféus de 2007, 2011, 2013, 2014, 2016 e 2017.

Veja também

Em duelo de leões, Sport possui invencibilidade como mandante diante do Fortaleza
Sport

Em duelo de leões, Sport possui invencibilidade como mandante diante do Fortaleza

Lukaku, do Chelsea, se junta a Marcos Alonso para questionar o ato de se ajoelhar contra o racismo
FUTEBOL

Lukaku, do Chelsea, se junta a Marcos Alonso para questionar o ato de se ajoelhar contra o racismo