Futebol

"Precisamos competir mais", reforça Elano, após derrota para o Operário/PR

Timbu perdeu por 1x0, no Germano Kruger, e caiu para a lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro

Lance de Operário x NáuticoLance de Operário x Náutico - Foto: André Jonsson/OFEC

Na primeira coletiva como treinador do Náutico, o técnico Elano disse que faltava ao Náutico “espírito de Série B” para tirar o time da parte de baixo da tabela. Três jogos passaram desde que o profissional assumiu e, pelo visto, o desejo não virou realidade. Com a derrota por 1x0 para o Operário/PR, no Germano Kruger, o Timbu caiu para a lanterna. Situação que fez o treinador reforçar a necessidade de a equipe “competir mais”. 

“Não produzimos para vencer. Precisamos competir mais. Mas, enquanto há esperança, temos que continuar trabalhando. Temos um jogo quarta contra o CRB e precisamos nos levantar. Temos de lutar para sair dessa situação. Ainda há tempo e precisamos acreditar”, afirmou.

O treinador também evitou tecer críticas específicas a jogadores ou setores. “Não estou aqui para procurar culpado. Assumo responsabilidade como treinador do time, mesmo estando há pouco tempo. Temos 16 rodadas e precisamos lutar para conseguir as vitórias. Nessas horas, precisamos ser fortes”, apontou.

O próximo compromisso do Náutico, quarta (10), contra o CRB, será nos Aflitos. “Jogar na nossa casa é sempre melhor. O time está há muito tempo sem vencer, então a confiança dá uma quebra no rendimento. Temos jogadores experientes e eu, como treinador, preciso ter controle emocional para conduzir tudo isso”, declarou. 

Veja também

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada
Náutico

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada

PM acusado da morte de lutador de jiu-jitsu se entrega
São Paulo

PM acusado da morte de lutador de jiu-jitsu se entrega