Preparador Flávio Trevisan volta ao Santa dois anos depois

Indicado pelo técnico Roberto Fernandes, o preparador físico Flávio Trevisan acertou com o Santa Cruz até o fim do Campeonato Brasileiro da Série C

Preparador físico Flávio Trevisan trabalhou no Santa Cruz em 2016 e este ano esteve com Roberto Fernandes no NáuticoPreparador físico Flávio Trevisan trabalhou no Santa Cruz em 2016 e este ano esteve com Roberto Fernandes no Náutico - Foto: Santa Cruz/divulgação

 

A pedido do técnico Roberto Fernandes, o Santa Cruz contratou o preparador físico Flávio Trevisan, velho conhecido da torcida e que trabalhou este ano com o treinador no Náutico. Com uma passagem recente no Arruda, o profissional retorna ao clube dois anos depois. Em 2016, ele fez parte da comissão técnica do treinador Milton Mendes e participou da conquista da Copa do Nordeste (inédita) e do Campeonato Pernambucano.

Flávio Trevisan tem um currículo vasto de experiências. São mais de três décadas de carreira. Após iniciar a carreira no Ituano, acumulou passagens por Palmeiras, Corinthians (três vezes, sendo campeão brasileiro em 1990), Vasco, Internacional, Grêmio, Figueirense. Fora do Brasil, esteve no futebol árabe (Al Hilal e Al Arabi), no Japão (Gamba Osaka e Shimizu In Pulse e no Chile (Colo Colo). Com um perfil moderno, o preparador é considerado no futebol como estudioso e capacitado por ter uma de filosofia de trabalho moderna. No Santa, ele se junta aos profissionais Jailton Cintra e Cláudio Romão, que era da base (Sub-20) e subiu para o principal há um mês.

Em entrevista coletiva, o preparador físico comentou sobre a volta ao Santa e traçou os seus objetivos no reencontro com o técnico Roberto Fernandes.

RETORNO

"É uma satisfação retornar para o Santa Cruz. É um clube que me deu oportunidade de trabalhar em 2016 e tenho um sentimento muito bom até hoje porque o meu momento aqui foi feliz. Me proporcionou muita felicidade. Consegui ganhar dois títulos, uma Copa do Nordeste inédita e um Campeonato Pernambucano, naquela oportunidade. Estou muito feliz por ter voltado. Chego com esperança e com a mesma vontade para fazer um bom trabalho juntamente com todos da comissão técnica, diretoria e principalmente com os jogadores. O objetivo é tirar o Santa da Série C", declarou.

TRABALHO

"Cheguei ao Recife há pouco tempo. Ainda não tive tempo de fazer uma avaliação do grupo. Mas o mais é importante é que notei disposição do elenco no trabalho. Eu posso ter um atleta super bem treinando, mas se ele não tiver com vontade de colocar o que tem de bom no dia a dia não adianta. O que vale é ter a junção do alto nível de performance e da vontade. Estamos introduzindo um trabalho diferente, não seja novo ou velho, melhor ou pior... Cada um tem uma maneira de trabalhar. Já percebi uma atenção especial dos atletas para fazer os trabalhos de maneira intensa", avaliou.

Leia também: 

Flávio Trevisan será consultor do Náutico 

Trevisan explica processo de preparação física do Timbu 

 

Veja também

Acidente aéreo mata piloto, presidente e quatro jogadores do Palmas
Tragédia

Acidente aéreo mata piloto, presidente e quatro jogadores do Palmas

Sport e Bahia fazem clássico nordestino de olho em se distanciar do Z4
Futebol

Sport e Bahia fazem clássico nordestino de olho em se distanciar do Z4