A-A+

Santa Cruz

Presidente do Santa Cruz, Joaquim Bezerra tira licença de 30 dias do cargo

Mandatário do Conselho Deliberativo, Marino Abreu, assume o executivo

Joaquim Bezerra, presidente do Santa CruzJoaquim Bezerra, presidente do Santa Cruz - Foto: Alexandre Aroeira/Folha de Pernambuco

As incertezas sobre o futuro do Santa Cruz voltaram a crescer nos bastidores do Arruda. Na manhã desta quinta-feira (21), o clube informou em suas redes sociais que o presidente Joaquim Bezerra irá tirar uma licença de 30 dias do cargo. Marino Abreu, presidente do Conselho Deliberativo, irá assumir o posto interinamente, tendo o auxílio de Abdias Venceslau, anunciado como novo CEO do clube. 

Em entrevista à Rádio Jornal nesta quinta-feira (21), Bezerra falou sobre seu afastamento. "Estou pedindo um licenciamento temporário por 30 dias da presidência, para que o Abdias possa ter liberdade de assumir o clube e não ter interferência minha. Porque, quando há o presidente e o CEO, as pessoas procuram o presidente e não o CEO para resolver os problemas. Então, peço o afastamento para Abdias assumir o clube com tranquilidade", explicou.  

Durante a semana, circulou nas redes sociais a informação de que o mandatário renunciaria ao cargo definitivamente. Segundo apurações da Folha de Pernambuco, o chefe do executivo coral já vinha cogitando a possibilidade há pelo menos um mês, realizando reuniões e levantando nomes para um possível sucessor. Em um contato direto, Joaquim Bezerra negou que deixaria o cargo. O que foi reforçado na entrevista concedida ao radialista Ralph de Carvalho. 

"Esse é meu objetivo (permanecer na presidência). Só queria ter a possibilidade de chamar uma nova eleição, se houvesse um nome de consenso entre sócios, conselheiros, torcedores. Isso não existe, é uma utopia dentro do Santa Cruz. O que temos que fazer é continuar trabalhando com seriedade, implantando profissionalismo. Esse é o caminho que queremos tomar, estamos tomando e vamos continuar adotando dentro do clube", detalhou.

Informações apuradas pela reportagem indicam que o pedido de licença, vindo por parte de Joaquim, foi motivado por pressões internas e externas que ele vinha sofrendo no clube. Recentemente, o Tricolor do Arruda encerrou sua temporada com a eliminação da pré-Copa do Nordeste, pelo Floresta, nos pênaltis, após um empate por 3x3. 
 

Histórico

Joaquim Bezerra foi eleito presidente do Santa Cruz para o triênio 2021-2023, no dia 11 de fevereiro. O nome da oposição, pela chapa “Pró Santa”, teve 660 votos contra 371 de Roberto Freire, candidato da situação, da “Tradição de Vitórias, Crescimento e União”.

A promessa da nova gestão era modernizar o Santa Cruz, usando como carro-chefe a reforma do Estatuto do clube. Em campo, porém, os tricolores acumularam tropeços.  A equipe foi eliminada pelo Náutico na semifinal do Campeonato Pernambucano, caiu na segunda fase da Copa do Brasil e foi lanterna da Copa do Nordeste (pior campanha da Cobra Coral história no torneio). Para completar a frustração, veio o rebaixamento à Série D e a desclassificação na pré-Copa do Nordeste. Em 2022, o Santa terá apenas o Estadual e a Quarta Divisão.

Antes da saída de Joaquim e da chegada do CEO, o Santa ainda teve outras mudanças na gestão, como as renúncias do vice-presidente executivo André Frutuoso, do presidente do Conselho Deliberativo, Mário Godoy, além do presidente da Comissão Patrimonial, Thomaz Aquino.

No geral, sob o comando da atual gestão, o Santa teve o pior rendimento nos 107 anos de história do clube. Em 40 jogos, o time venceu sete, empatou 12 e perdeu 21, com um aproveitamento de 27,5%. No período, o Tricolor contratou mais de 40 atletas, além de ter seis treinadores (Marcelo Martelotte, João Brigatti, Alexandre Gallo, Bolívar, Roberto Fernandes e, agora, Leston Júnior).

Confira, na íntegra, a nota oficial do Santa Cruz

"O Santa Cruz Futebol Clube comunica aos sócios e torcedores o licenciamento do Presidente do Executivo, Joaquim Bezerra, por um período de trinta dias.

No uso de suas atribuições, e em cumprimento do artigo 67 do Estatuto do clube, o presidente do Conselho Deliberativo, Marino Abreu, passa a ser o substituto legal, indicado por Joaquim Bezerra, e assume a cadeira de Presidente em Exercício do Santa Cruz Futebol Clube a partir desta data".

Veja também

Após derrota, Florentín lamenta "resultado injusto" e ainda crê em permanência: "Sempre teremos fé"
Sport

Após derrota, Florentín lamenta "resultado injusto" e ainda crê em permanência: "Sempre teremos fé"

Sport é derrotado pelo São Paulo e vê permanência ainda mais distante
Série A

Sport é derrotado pelo São Paulo e vê permanência ainda mais distante