Primão ressalta rápido entrosamento com Thomás no meio

Meio-campo foi apresentado nesta quinta (12), no Grito da República, em Olinda

No bairro de São José, o deputado também foi às ruas para desejar boas festas e colher sugestões para o próximo anoNo bairro de São José, o deputado também foi às ruas para desejar boas festas e colher sugestões para o próximo ano - Foto: Rodolfo Loepert

Com apenas o lateral-direito Vítor e o volante Wellington Cézar como remanescentes de 2016 no time titular do Santa Cruz, muitas caras novas estão tomando conta da equipe. No setor de armação, após a saída de João Paulo, dois atletas estão com a missão de municiar o ataque: os meias Thomás e Thiago Primão. Com pouco tempo de treino, ainda é difícil analisar o encaixe da dupla no esquema do técnico Vinícius Eutrópio. A vantagem, contudo, é que os atletas já se conhecem de longa data.

“Conheço Thomás desde a época de base e de jogar contra também. Brinquei com ele dizendo que parece que jogamos juntos há anos. Conseguimos jogar bem no amistoso e vamos manter a mesma pegada para a estreia”, apontou o atleta, que tem uma tatuagem de cobra no braço esquerdo. “É apenas uma coincidência”, brincou.
Sem João Paulo, a camisa 10 do Santa segue sem dono. Para assumir a responsabilidade, Primão detalhou suas principais características. “Gosto de chutar de fora da área e a assistência é o meu ponto forte. O Santa é um time grande, com torcida e fico feliz com a responsabilidade. João Paulo era um grande meia, já joguei contra ele. Agora está colhendo os frutos que plantou. Espero também dar alegria aos torcedores”, explicou.

Eutrópio

Mesmo com pouco tempo de trabalho, Primão foi só elogios ao técnico Vinícius Eutrópio. “Ele é um treinador novo, com um pensamento bom. Procuramos assimilar o que ele tem passado. Já tinha boas referências dele ditas por amigos do Figueirense. Agora é fechar o elenco para buscar os resultados”, sentenciou.

Veja também

Brasil fica em penúltimo no revezamento 4x100m livre feminino da natação nas Olimpíadas
Jogos Olímpicos

Brasil fica em penúltimo no revezamento 4x100m livre feminino da natação

Santa Cruz enfrenta Botafogo/PB em busca da primeira vitória para se manter vivo na Série C
Tudo ou nada

Santa Cruz enfrenta Botafogo/PB em busca da primeira vitória para se manter vivo na Série C