Primeiro Clássico das Multidões acontece neste sábado, no Arruda

Primeiro Santa Cruz x Sport da temporada, confronto opõe invictos com liderança em jogo e marcado por provocações

Contra o Vasco, Everton Felipe deve perder o posto de titular para Thomás Contra o Vasco, Everton Felipe deve perder o posto de titular para Thomás  - Foto: Anderson Stevens

Descaracterizado por conta dos baixos públicos neste Campeonato Pernambucano, além do agravante de “competir” com o último final de semana de prévias carnavalescas, o Clássico das Multidões não deve contar com arquibancadas lotadas. Isso não significa necessariamente que faltarão molho e tempero no duelo entre Santa Cruz e Sport, neste sábado (18), às 16h30 (horário de Recife), no Arruda.

O primeiro ingrediente é a disputa pela liderança do Hexagonal do Título, com o vencedor do confronto podendo assumir a ponta da classificação. Líder com sete pontos, ao lado do Salgueiro, o Leão, ainda invicto nesta temporada, tenta se isolar na ponta. Já a Cobra Coral, também invicta em 2017, ocupa a terceira colocação desta etapa, com cinco pontos ganhos e só uma vitória pode alavancar o time ao primeiro posto.

Neste domingo, o Carcará encara o Central, no Cornélio de Barros. O segundo tempero adicionado ao duelo é o jogador Everton Felipe. Irreverente, o rubro-negro fez várias provocações aos tricolores, que preferiram “dar a resposta dentro de campo”.

Três dos cinco dias que o técnico Vinícius Eutrópio teve para preparar o Santa Cruz antes deste clássico foram de portões fechados. A imprensa pode acompanhar apenas um dos trabalhos, mas com a proibição de uso das imagens da movimentação. Tal postura revela o tamanho do cuidado que o comandante tricolor está tendo para encarar o Sport. A definição do time titular para este sábado só deverá ser feita momentos antes de a bola rolar. A principal dúvida do comandante tricolor passa pela condição do meia Léo Costa.

Uma das principais referências da equipe, ele se machucou no último jogo, diante do Uniclinic/CE, e só participou de parte de um treinamento desta semana. Com dores na coxa esquerda, o jogador realiza um tratamento para poder reunir condições de entrar em campo. “A gente vai aguardar até o final para tentar colocar ele em jogo. Mas só vamos colocar se tivermos certeza de que ele vai entrar e não ser prejudicado para os próximos jogos”, disse Eutrópio.
A ausência do meia em boa parte dos treinamentos desta semana serviu para o treinador tricolor testar algumas opções no time titular. Seguindo a lógica de trabalho de Eutrópio, é possível afirmar que o principal candidato para substituir Léo Costa é o meia Thiago Primão. As outras duas possibilidades são os atacantes Wiliam Barbio e André Luís.
Pelo lado da Praça da Bandeira, o treinador Daniel Paulista não vai fazer mistério.

Utilizando um time considerado reserva no compromisso durante a semana, no empate diante do Belo Jardim, o comandante confirmou que irá manter a mesma formação que empatou contra o River/PI, pela Copa do Nordeste, com Leandro Pereira na titularidade e André como opção no banco de reservas. Recuperado de uma lesão na coxa direita, o colombiano Reinado Lenis volta a ser relacionado e também ficará entre os suplentes. Com cinco vitórias e dois empates, o Sport ainda não sabe o que é perder nesta temporada.

Veja também

Após debandada, Superliga europeia anuncia que vai 'remodelar projeto'
Superliga

Após debandada, Superliga europeia anuncia que vai 'remodelar projeto'

Empossado, Bivar fala de reforma do estatuto e austeridade financeira
Sport

Empossado, Bivar fala de reforma do estatuto