Jogos Olímpicos de Iverno

Primeiro dia dos Jogos Olímpicos de Pequim sem casos de Covid-19

São mais de 60 mil pessoas negativadas dentro da bolha

Brasileiro Michel competindo no Esqui AlpinoBrasileiro Michel competindo no Esqui Alpino - Foto: Wander Roberto/ ANOC

O comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Pequim anunciou, nesta quinta-feira (17), que pela primeira vez não foi detectando nenhum caso de covid-19 na bolha sanitária do evento, aproveitando a ocasião para elogiar a rígida política chinesa de controle da pandemia.

Os quase 3.000 atletas e mais de 60.000 voluntários, funcionários de apoio, jornalistas e outros permanecem em uma grande bolha na qual devem passar por exames todos os dias e usar máscara o tempo todo.

Mesmo assim havia o temor de forte impacto do coronavírus nos Jogos, especialmente com a contagiosa variante ômicron.

Desde 24 de janeiro, quando os dados oficiais começaram a ser divulgados, 435 casos foram detectados na bolha, incluindo um número não revelado de atletas.

Mas o número de testes positivos caiu com a aproximação da cerimônia de encerramento, no próximo domingo, e nenhum caso foi detectado na quarta-feira.

"Isso demonstra que as medidas dentro da bolha fechada foram efetivas", declarou Huang Chun, do gabinete de controle da pandemia do comitê organizador local.

"Ao organizar com sucesso os Jogos e a correta implementação das medidas, temos um bom modelo para os Jogos Olímpicos de Inverno com um pano de fundo de covid-19", acrescentou.

Veja também

Cristiano Ronaldo faz gesto obsceno após torcida rival entoar nome de Messi na Arábia Saudita; veja
Futebol Internacional

CR7 faz gesto obsceno após torcida rival entoar nome de Messi na Arábia Saudita; veja

Inter marca nos acréscimos, derrota Grêmio e garante a melhor campanha no Gaúcho
Futebol

Inter marca nos acréscimos, derrota Grêmio e garante a melhor campanha no Gaúcho